VIOLÊNCIA

Interlagos tem segurança reforçada após Mercedes ter sido assaltada

Secretaria de Segurança Pública informou que 700 policiais estão no local

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 11/11/2017 às 18:35
Foto: EVARISTO SA / AFP
Secretaria de Segurança Pública informou que 700 policiais estão no local - FOTO: Foto: EVARISTO SA / AFP
Leitura:

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo reforçou o policiamento no entorno do Autódromo de Interlagos, onde na noite de sexta-feira (10) funcionários da equipe Mercedes, do piloto inglês Lewis Hamilton, foram assaltados por vários homens armados na saída do autódromo, na capital Paulista.

Em nota divulgada hoje (11), a secretaria informa que o policiamento foi reforçado tendo em vista a realização do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, neste domingo (12), e não deu detalhes das investigações do caso.

“Cerca de 700 policiais estão no local em equipes de rondas com motocicletas, do Comando de Choque, como as Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), e dos batalhões da área”, diz a secretaria.

REDE SOCIAL

O assalto foi comentado pelo piloto tetracampeão mundial em sua página no Twitter. Segundo Hamilton, alguns profissionais da Mercedes tiveram armas apontadas para a cabeça e ameaçados.

“Algumas pessoas da minha equipe foram rendidos. Tiveram armas apontadas para a cabeça, na noite passada, quando deixavam o circuito aqui no Brasil. Isso é tão perturbador para ouvir. Por favor, orem pelos meus companheiros que estão aqui como profissionais, e estão preocupados”.

O piloto disse ainda que esse tipo de episódio é recorrente em Interlagos, e cobra providências dos organizadores da Fórmula 1. “Isso acontece todos os anos aqui. A F1 e as equipes precisam fazer mais, não há desculpa!”

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias