vôlei

Tiffany será a primeira transexual no vôlei do Brasil

Jogadora foi contratada pelo Vôlei Bauru e vai defender o time paulista na Superliga feminina de 2017/2018. Ela ainda não tem data para estrear

JC Online
JC Online
Publicado em 06/12/2017 às 12:14
Divulgação
Jogadora foi contratada pelo Vôlei Bauru e vai defender o time paulista na Superliga feminina de 2017/2018. Ela ainda não tem data para estrear - FOTO: Divulgação
Leitura:

Tiffany Abreu quebrou novo tabu no esporte. Desta vez, ela foi contratada pelo Vôlei Bauru e será a primeira jogadora transexual a jogar na Superliga feminina da modalidade. Ela já havia feito história ao se tornar a primeira brasileira a conseguir autorização da Federação Internacional (FIVB) para atuar entre as mulheres, na Europa. 

NA ITÁLIA

Na temporada passada ela atuou pelo Golden Software Palmi, da Itália. Lá inclusive, ela foi o destaque da competição e recebeu muitas críticas por isso. Times rivais alegaram que ela exercia vantagem sobre as demais jogadoras e não era correto deixá-la jogar entre as mulheres. 

Tiffany, no entanto, encarou as críticas de cabeça erguida e conseguiu se manter na equipe.  

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias