natação

Etiene Medeiros fatura ouro nos 100m costas do Finkel

Etiene Medeiros cravou o tempo de 57seg82 e ficou com o ouro nos 100m costas do Troféu José Finkel, nesta segunda-feira

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 27/08/2018 às 19:16
Igo Bione/Divulgação
Etiene Medeiros cravou o tempo de 57seg82 e ficou com o ouro nos 100m costas do Troféu José Finkel, nesta segunda-feira - FOTO: Igo Bione/Divulgação
Leitura:

A pernambucana Etiene Medeiros conquistou a segunda medalha de ouro no Troféu José Finkel, nesta segunda-feira, em São Paulo. Desta vez, a nadadora cravou o melhor tempo nos 100m costas, com 57seg82. Embora tenha subido no lugar mais alto do pódio, ela não conseguiu estabelecer o índice da prova para disputar o Campeonato Mundial da China, em dezembro.

Etiene, que participa da primeira competição oficial no País após cirurgia no ombro, gostou muito do resultado. “Foi muito bom. Eu acho que tem muito coisa para melhorar nos próximo meses. Final do ano passado eu nadei essa prova muito bem e agora volto com um tempo de 57seg. Gostei. Gostei também de ver a nova geração chegando com tudo nos 100m costas”, falou a pernambucana, referindo-se às rivais na prova, que defenderam a categoria juvenil.

OUTRAS PROVAS

Esta é a terceira disputa de Etiene no Finkel. Ela já caiu na água no revezamento 4x100m livre junto com a equipe do Sesi-SP. O grupo faturou a medalha de prata no primeiro dia do Finkel. No domingo, a pernambucana conquistou o ouro nos 50m costas e, de quebra, cravou o índice para o Mundial com a marca de 25seg95.

Vale lembrar que Etiene se credenciou para tentar buscar o tricampeonato mundial da prova. Ela já tem os títulos de Doha-2014 e Windsor-2016. Se confirmar a expectativa, a pernambucana estabelecerá novo marco histórico na natação feminino brasileira.
A pernambucana encerra a participação no Finkel na terça-feira, quando disputa os 50m livre e o revezamento 4x100m medley. Esta será a última oportunidade para Etiene se classificar para a segunda prova individual no Mundial. Foi justamente na prova de 50m livre que ela foi finalista olímpica nos Jogos do Rio, em 2016.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias