Nacional

Recife recebe Superliga C de vôlei feminino

Estado vai estar representado pelo Náutico Vôlei Melko/Uninassau

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 22/10/2018 às 9:44
Divulga Vôlei/Reprodução
Estado vai estar representado pelo Náutico Vôlei Melko/Uninassau - FOTO: Divulga Vôlei/Reprodução
Leitura:

De formas distintas, Pernambuco entra na história da Superliga feminina de vôlei. A partir da próxima segunda-feira, Recife será uma das três sedes da primeira edição do torneio nacional na divisão C. As demais serão Londrina e Ponta Grossa, ambas no Paraná. O Estado também é o único do Nordeste a ter um representante entre as equipes que vão buscar as quatro vagas na Superliga B. Caberá ao Náutico Vôlei Melko/Uninassau fazer as “honras da casa”. O time será comandado pelo técnico Adalberto Nóbrega.

O retorno de uma equipe pernambucana ao torneio, ainda que na divisão C, acontece cinco anos depois de o Estado disputar a competição principal, com o Sport/BMG. O treinador das rubro-negras, na época, também foi Adalberto. Outra remanescente é a líbero Andrea Silva. “Resolvemos entrar por sermos uma das sedes. Acho que a CBV quis descentralizar a competição, trazendo uma das sedes para o Nordeste”, comentou.

Enquanto Londrina e Ponta Grossa receberão apenas um grupo cada, o Recife terá dois. As pernambucanas do Náutico Vôlei Melko/Uninassau estão no A, ao lado da Associação K2 (GO) e da Associação Francana (SP). APCEF (DF), Flamengo (RJ) e Associação de Gestores Esp.Entretenimento (SP) formam o Grupo B.

“A nossa equipe é de atletas universitárias, que se equilibram entre trabalho, faculdade e o voleibol. Enquanto, principalmente, o time de Franca, tem profissionais. Tentamos compensar essa diferença aumentando o volume de treinos, de três para seis dias. A nossa prioridade foi buscar melhorias nas partes técnica e tática. Não adiantava focar na parte física, porque perderíamos o jogo de todo jeito sem uma boa condição técnica”, contou Adalberto.

CONDIÇÃO

Para assegurar vaga na Superliga B, as equipes precisam ser as primeiras de seus respectivos grupos, após os jogos entre todos os time de uma mesma chave. Apesar de a competição no Recife começar nesta segunda-feira (22), as donas da casa só entram em ação na quarta (24), às 19h, contra a Associação K2 (GO). No dia seguinte, no mesmo horário, as pernambucanas enfrentam a Associação Francana (SP.) Os dois duelos acontecem na quadra da Uninassau, na Madalena, na Zona Oeste do Recife.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias