CAPOEIRA

Prêmio Berimbau de Ouro para o Mestre Biriba, de Pernambuco

Mestre Cláudio José Nunes de Medeiros, da Associação de Capoeira Lua Branca, recebe em Salvador prêmio por sua contribuição

Marcelo Pereira Marcelo Pereira
Cadastrado por
Marcelo Pereira
Marcelo Pereira
Publicado em 03/03/2020 às 0:00 | Atualizado em 11/03/2020 às 15:09
Associação de Capoeira Lua Branca
Cláudio José Nunes de Medeiros, Mestre Biriba, da Associação de Capoeira Lua Branca - FOTO: Associação de Capoeira Lua Branca
Leitura:

Em reconhecimento ao  trabalho e dedicação à capoeira de dos nossos mestres, o Prêmio Berimbau de Ouro  vai ser entregue em cerimônia que acontecerá no Centro de Cultura da Câmara dos Vereadores de Salvador, durante evento nesta quinta (5/3) e sexta-feiras (6/3).  O pernambucano Mestre Biriba, da Associação de Capoeira Lua Branca, é um dos agraciados desta edição, relativa ao ano 2019.

PREMIADOS

Além de Cláudio José Nunes de Medeiros, o Mestre Biriba, também foram agraciados Mestre Sabiá (Edson Cavalcante da Silva), na categoria capoeira inclusiva; Lucas Batatinha, designer gráfico dos blocos afros de Salvador, o contramestre Asa Delta (Leonardo Vieira), na categoria Nova geração regional de Bimba; o tangaraense Mestrando Paraná (Alexandre Paulo Gomes); Mestre Leto (Washington Santana dos Santos), criador do evento Tradição Camará Camará; o raggaman e poeta Val Caetano (Jorgenval M de Jesus Caetano); e o projeto musical Eu Também Canto a Bahia, de Dainho Xequerê, entre outros.

O Berimbau de Ouro foi idealizado pelo Mestre Máximo Brito, historiador e designer gráfico e existe desde 2008, mas a primeira premiação foi realizada somente no ano de 2013. Herança nos negros africanos que vieram escravizados ao Brasil no período da Colônia Portuguesa, a capoeira é desde 2014 reconhecida como Patrimômio Imaterial pela Unesco e em 2018 foi reconhecida também por Pernambuco.

Comentários

Últimas notícias