Arruda

Paulo César quer ser o homem-gol do Santa Cruz

Contratado ao Braga, de Portugal, atacante quer fazer sucesso no Arruda

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 18/01/2013 às 8:15
Leitura:

Nas duas últimas temporadas, o Santa Cruz teve grande sucesso com o camisa 9. Em 2011, Gilberto foi um dos heróis do título estadual. No ano seguinte, foi a vez de Dênis Marques ser o homem-gol do tricolor no bicampeonato e na Série C. Para 2013, a torcida coral está ansiosa para conhecer o novo artilheiro.

Um dos candidatos se apresentou na última quinta (17): Paulo César, 33 anos, contratado ao Sporting Braga, de Portugal, clube o qual defendia desde 2008. No seu primeiro ano de Campeonato Português pelo Braga, Paulo César fez seis gols. Nas duas temporadas seguintes, anotou cinco tentos em cada uma delas. Já no ano passado, mandou apenas uma bola para o fundo da rede.

“Acabei perdendo um pouco de espaço nos últimos dois anos e joguei pouco pelo Braga, isso explica a quantidade de gols marcados. Mas sei das minhas qualidades, o treinador também sabe, e estou motivado para defender o Santa Cruz e dar alegria a torcida”, disse Paulo César, que em terras lusitanas também vestiu as camisas de Gil Vicente, Vitória de Guimarães, Rio Ave e União de Leiria. No Brasil, defendeu o Vila Nova (GO).

Além de Paulo César, para o ataque, o treinador Marcelo Martelotte conta com Flávio Caça Rato, Danilo Santos, Philco e Netto, que acabou de subir para o grupo profissional. Danilo Santos, aliás, foi muito criticado pela torcida no jogo-treino contra o Chã-Grande, na última quarta-feira, que acabou empatado por 1x1. Prova disso é que muitos torcedores que compareceram ao Arruda para acompanhar o teste pediram a volta de Dênis Marques. No entanto, a questão salarial segue emperrando a negociação. A diretoria coral aguarda uma redução na quantia pedida pelo atleta, que ainda não acertou com nenhum outro clube.

Além de Paulo César, outro que foi apresentado foi o meia Caio Tavera, 25 anos. Revelado pelo Cruzeiro, em 2007, ele já atuou pela Atalanta, da Itália, Tigres do Brasil-RJ, Metropolitano-SC, Marília e Villa Nova-MG. “Sou um jogador que gosta de ser bem participativo durante as partidas. Deixei o Brasil muito jovem, o que me deu bastante experiência, mas agora está na hora de começar uma nova etapa na minha carreira”, destacou Caio, consciente da pressão que vai receber no Arruda.

“Fui criado no Cruzeiro, onde você precisa provar todo o dia que tem condições de estar ali. Estou acostumado com pressão. Mas estou muito motivado para jogar pelo Santa Cruz e confiante que as coisas vão dar certo”, enfatizou Caio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias