Caruaru

Santa Cruz só tem a vitória como opção contra o Bahia

Na véspera do centenário, time coral precisa vencer para manter chances de classificação

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 01/02/2014 às 18:00
Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Na véspera do centenário, time coral precisa vencer para manter chances de classificação - FOTO: Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Leitura:

O Santa Cruz só tem uma opção: vencer o Bahia, neste domingo (2/2), às 16h, no Luiz Lacerda, em Caruaru, para manter as chances de classificação à segunda fase da Copa do Nordeste. Além de ser uma decisão, em um clássico nordestino, o confronto é especial, pois ocorre na véspera do centenário do clube, que completa 100 anos nesta segunda-feira. O tricolor pernambucano é o terceiro colocado com cinco pontos. O time baiano ocupa a segunda posição com sete. O líder do Grupo B da Copa do Brasil é o CSA com oito pontos, que recebe o lanterna Vitória da Conquista-BA, no Rei Pelé.

A equipe coral só venceu uma partida nessa fase de grupos, justamente o Vitória da Conquista por 3x2, na estreia. Depois empatou com o próprio Bahia por 1x1, dia 22 de janeiro, em Salvador, perdeu para o CSA por 1x0, em Caruaru, e empatou com o mesmo adversário por 1x1, quinta-feira passada, em Maceió.

Diante da situação, o técnico Vica só teve tempo para realizar um treino tático, na manhã deste sábado (1/1), no Luiz Lacerda, com os portões fechados. O comandante tricolor teve o cuidado e conversar com os jogadores, evitar o desespero e não ter que partir para cima do Bahia de forma afobada para definir o jogo. No empate contra o CSA, o time chegou a ter o domínio do jogo, fez 1x0, mas tomou o gol de empate logo aos dois minutos do segundo tempo. Em seguida, chegou a manter a posse de bola, mas não criou tantas oportunidades.

"Não adianta o desespero. É preciso jogar com tranquilidade. O nosso time já mostrou esse controle. Agora, é preciso calma no momento das finalizações", disse Vica.

O técnico, porém, não antecipou muita coisa em termos de escalação, mas garantiu que não deve mexer muito no time. O atacante Cassiano continua no lugar de Leo Gamalho, que mais uma vez desfalca o tricolor, pois ainda se queixa de dores na panturrilha esquerda. A dúvida é sobre quem será o companheiro de Cassiano na frente. O meia Renatinho pode permanecer no time, mas Vica tem a opção de usar Flávio Caça-Rato ou até mesmo Pingo.

Todos no tricolor, no entanto, esperam um Bahia atrás, marcando forte, mas procurando jogar no contra-ataque. O zagueiro Renan Fonseca chamou a atenção para está situação. “Vamos ter que sair para o jogo. Só não podemos nos abrir totalmente. O nosso time tem um bom toque de bola, chega bem no ataque. Mas é preciso não desperdiçar as chances. O Bahia é um time muito perigoso. Além disso, é um clássico nordestino.”

FICHA DO JOGO

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Natan e Raul; Renatinho e Cassiano. Técnico: Vica.

Bahia: Marcelo Lomba; Mádson, Titi, Lucas Fonseca e Guilherme Santos; Fahel, Hélder, Pittoni e Branquinho, Rhayner e Rafinha. Técnico: Marquinhos Santos.

Local:
Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Horário: 16h. Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Ivaney Alves de Lima e Eric Nunes Costa (SE). Ingressos: arquibancada R$ 20, sócio, estudante e idoso R$ 10.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias