mercado

Grafite é o novo reforço do ataque do Santa Cruz

Atacante tem vínculo com o Al Sadd do Catar até o próximo dia 31 de julho, mas já tem pré-contrato assinado com o tricolor

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 30/06/2015 às 11:27
AFP
Atacante tem vínculo com o Al Sadd do Catar até o próximo dia 31 de julho, mas já tem pré-contrato assinado com o tricolor - FOTO: AFP
Leitura:

Com informações de Igor Moura, da Rádio Jornal.

O atacante Grafite é o novo reforço do Santa Cruz. Ele foi anunciado oficialmente pelo clube nesta terça-feira. O jogador tem vínculo com o Al-Sadd, do Catar, até o próximo dia 31 de julho. Ele, inclusive, recebeu proposta para renovar seu contrato, mas recusou para defender o tricolor pernambucano na Série B do Campeonato Brasileiro.

Sua apresentação oficial será nesta quarta-feira (1), às 15h30, no Estádio do Arruda, com os portões abertos à torcida tricolor. Em seguida, o atacante concederá sua primeira entrevista coletiva no retorno ao Santa Cruz.

Leia também: Grafite: apresentção à europeia no Santa Cruz

Aos 36 anos, Grafite é a contratação bombástica que o clube prometeu para esta temporada. Na segunda-feira, jogador se reuniu com o presidente tricolor, Alírio Moraes, e o vice, Constatino Júnior, para acertar as bases salariais e fechar acordo. No próximo domingo, ele retorna para o Catar para resolver sua situação junto ao Al-Sadd. 

O contrato de Grafite terá duração de doze meses, dos quais três serão pagos antecipadamente. Para isso, a diretoria fará uma campanha de marketing para reunir recursos e pagar os salários. 

HISTÓRICO

Sua primeira passagem no Arruda foi em 2001. Grafite foi contratado junto à Matonense-SP e chegou como um mero desconhecido no cenário nacional. Apesar de esforçado em campo, só veio marcar seu primeiro (e único) gol no décimo jogo, na derrota por 4x1 para o Cruzeiro. Depois ainda faria mais cinco tentos.

Apesar do rebaixamento tricolor naquela temporada, ele estava valorizado e foi vendido para o Grêmio por US$ 1 milhão. O Santa Cruz embolsou na negociação US$ 700 mil.

Sem espaço no Grêmio, Grafite voltou para o Santa Cruz em 2002 naquela que seria sua passagem mais marcante. Contratado agora como nome de peso, ele marcou 11 gols em 15 jogos, ajudou o Tricolor a terminar a Série B na terceira colocação.

O ápice de sua carreira foi em 2010, quando foi a grande surpresa na convocação de Dunga para a Copa do Mundo de 2010. Na época, Grafite defendia o Wolfsburg, da Alemanha, e ocupou a vaga que era de Adriano (no Flamengo), que perdeu lugar após problemas pessoais.

Ao sair da Alemanha, se transferiu para mundo árabe em 2011. Até o início de 2015 jogou no Al-Ahli, dos Emirados Árabes. Em seguida, trocou de equipe e estava no Al-Sadd, do Catar, com o qual tinha contrato firmado até o fim de julho de 2015.

 

Últimas notícias