Cobra Coral

Santa Cruz tem a defesa menos vazada entre finalistas do Nordestão

Tricolor do Arruda só sofreu dois gols em oito jogos na competição regional

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 28/04/2017 às 7:32
Alexandre Gondim/JC Imagem
Tricolor do Arruda só sofreu dois gols em oito jogos na competição regional - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Principal característica na temporada, a defesa sólida do Santa Cruz está colhendo frutos na Copa do Nordeste. Na última quinta (27), com o triunfo do Vitória sobre o Bahia por 2x1, pela semifinal do Nordestão, a Cobra Coral se isolou como a defesa menos vazada entre os finalistas da competição. Com um jogo a mais que o Tricolor de Aço, o Santa Cruz enfrenta o Sport, no próximo sábado (29), na Ilha do Retiro, pela partida de ida das sêmis do torneio regional.

Na atual Copa do Nordeste, o Tricolor do Arruda, atual campeão, tem apenas dois gols sofridos em oito partidas. Outra equipe também só foi vazada duas vezes: o CRB-AL. A equipe alagoana, porém, foi eliminada na fase classificatória, ficando apenas com a segunda posição do Grupo D, com nove pontos. Já o Bahia vem logo atrás do Santa Cruz entre os finalistas, com quatro tentos sofridos em nove jogos.

Um dos pilares da defesa do Santa Cruz, o zagueiro Bruno Silva divide os méritos com todo os companheiros do plantel. "O segredo é o elenco, porque toda boa defesa começa no ataque, que nos ajuda bastante na marcação junto com o meio de campo. A gente está colhendo os frutos do empenho de todos os jogadores", afirmou o defensor.

NÚMEROS

Até agora, o Tricolor do Arruda passou seis jogos sem ser vazado na competição regional. Toda vez que evitou sofrer gols, venceu as partidas: Itabaiana-SE (2x), Campinense-PB, Uniclinic-CE (2x) e Náutico. Já quando o Santa Cruz viu suas redes serem balançadas, empatou um duelo, contra o rubro-negro paraibano, e perdeu outro, ante o rival alvirrubro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias