Cobra Coral

Para Martelotte, defesa é o maior problema do Santa Cruz

Treinador tem poucas peças para ajustar o setor do time tricolor no jogo contra o Goiás

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 11/09/2017 às 8:26
Santa Cruz/Divulgação
Treinador tem poucas peças para ajustar o setor do time tricolor no jogo contra o Goiás - FOTO: Santa Cruz/Divulgação
Leitura:

Pela primeira vez em sete jogos, o Santa Cruz terminou uma partida sem ser vazado. Mesmo assim, após empatar com o ABC no sábado (9), Marcelo Martelotte afirmou que a sua maior preocupação, hoje, é com o sistema defensivo. Com poucas opções para a zaga, o técnico quebrará a cabeça para achar a melhor formação para o duelo contra Goiás, na próxima sexta, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

No intervalo do jogo contra o ABC, Anderson Salles sentiu um problema na cabeça, após choque com Grafite ainda no primeiro tempo, e não voltou para a etapa final. Sem zagueiros no banco, já que o reserva Bruno Silva sentiu o joelho no último treinamento da semana e ficou no Recife, o técnico Marcelo Martelotte teve que improvisar o volante Wellington Cézar no setor. Além de Bruno, a equipe coral tem mais dois garotos da base para a zaga no elenco: Eduardo Brito, que está voltando de lesão, e Walter Guimarães, reintegrado ao elenco após empréstimo e que ainda não foi inscrito na Série B.

“Apesar do 0x0, o que me preocupa mais é o setor defensivo por faltarem alternativas. É o setor que mais tem desgastes. Tivemos o (problema com) o Anderson, e espero que não seja nada grave e possamos contar com ele (contra o Goiás). Essas poucas alternativas são o que me preocupam mais. Temos um elenco reduzido, mas falei para os jogadores que temos que superar isso”, explicou o treinador da Cobra Coral.

Além da falta de peças, o setor defensivo do Santa também vem deixando a desejar na Série B. Hoje, o time tem a quinta pior defesa da competição nacional, com 31 gols sofridos em 23 rodadas. Pilares da equipe no início da temporada, jogadores como o zagueiro Anderson Salles e o lateral Tiago Costa vem sofrendo críticas da torcida.

CONFIANÇA

Comandando Costa pela terceira vez, já que foi campeão do Pernambucano junto com ele em 2013 e o treinou também na última temporada, Martelotte confia que o lateral vai dar a volta por cima na temporada. “Tiago é experiente e precisa de confiança para evoluir seu futebol. Entendo que, no primeiro tempo contra o ABC, ele foi bem. Conseguimos desenvolver nosso jogo, mas sofremos com a última bola. Esses cruzamentos (Tiago Costa errou seis na partida), com mais capricho, poderiam ser decisivos”, finalizou o comandante do Tricolor do Arruda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias