Pernambucano

Santa Cruz sai na frente, mas cansa e apenas empata pelo Pernambucano

Tricolor fez o segundo jogo em menos de 48 horas

Matheus Cunha
Matheus Cunha
Publicado em 18/01/2018 às 21:52
Diego Nigro/JC Imagem
Tricolor fez o segundo jogo em menos de 48 horas - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Não foi na noite de ontem que o Santa Cruz conheceu a sua primeira vitória em 2018. Assim como na última terça-feira, quando ficou no 1x1 com o Confiança, pela Copa do Nordeste, o Tricolor empatou outra vez, agora contra o Vitória, pelo Campeonato Pernambucano. A Cobra Coral até saiu na frente no Arruda, com o gol de Jeremias no começo do segundo tempo, mas levou o empate do ex-tricolor Thomas Anderson. A equipe foi melhor na partida, mas o cansaço do segundo jogo em menos de 48 horas se fez presente e o 1x1 voltou a se repetir no time comandando por Júnior Rocha.

E a maratona de partidas não tem fim para os corais, que já miram um novo jogo em curto espaço de tempo. O time encara agora o América, no domingo, no estádio Ademir Cunha, em Paulista.

Mas mesmo com pouco tempo de treinos entre um jogo e outro, para não dizer nenhum já que a equipe folgou anteontem, o Santa Cruz iniciou a partida em cima do Vitória. Nos dez primeiros minutos, teve duas boas chances de abrir o marcador. Primeiro com Robinho, logo no primeiro minuto, que aproveitou a furada de Juninho e chutou de fora da área, mas sem força. e depois, aos oito, com Jorginho, que driblou dois adversários e também arrematou de fora da área, mandando a bola rasteira, rente à trave.

Os donos da casa viriam a assustar o time visitante outra vez aos 16 minutos, quando, em boa troca de passes entre Jorginho, Robinho e João Ananias, o volante arriscou de longe. O arqueiro do Vitória agarrou novamente. Aliás, o camisa 5 se mostrou o cérebro da equipe no primeiro tempo. Sempre procurando Robinho nas viradas de bola. Quase sempre o avançado aparecia sem marcação dos adversários.

O Vitória se mostrou pouco ofensivo na primeira etapa. Esperava a Cobra Coral e se arriscava apenas nos contra-ataques, buscando as brechas deixadas na defesa coral. Por outro lado, as alas do Santa Cruz se mostraram bastante efetivas, com Paulo Henrique e Robinho pelo lado esquerdo, e Vítor e Augusto pela direita. As duplas levavam perigo à defesa do Tricolor das Tabocas toda a vez que tabelava.

O ritmo forte foi mantido pelo Santa Cruz durante quase todo o jogo, sempre pelos lados do campo. A insistência foi recompensada com gol. Em jogada construída pelo canto esquerdo do campo de ataque, Jeremias abriu o placar. Camisa 9 recebeu entre os zagueiros e chutou no lado direito do gol. Foi o primeiro gol do jovem como profissional.

Só que o cansaço dos jogos seguidos e da exigência da partida trouxeram uma dura conta para o Tricolor do Arruda, que viu o placar ser igualado em pouco tempo após ter aberto vantagem. Aos 16 minutos, Felipe Almeida partiu em velocidade pelo lado direito e cruzou na cabeça de Thomas Anderson. O camisa 8 subiu entre a zaga adversária e empurrou para o gol. O avançado chorou na comemoração. Ele foi revelado pelo próprio Santa.

A igualdade e o andar do relógio fizeram ímpeto ofensivo da Cobra Coral diminuir. Por isso, o técnico Júnior Rocha mexeu no time, mesmo sem tantas opções no banco de reservas. Mas nem mesmo as alterações trouxeram um novo gás para o confronto. No fim, as duas equipes se mostraram exaustas no gramado. O Vitória até tentou arriscar um lance com Juninho, aos 40, mas "faltou pernas" ao jogador. A qualidade técnica foi sofrível nos minutos finais e o Santa Cruz deixou o campo vaiado pelo torcedor presente no Arruda.

FICHA DO JOGO - SANTA CRUZ X VITÓRIA

Santa Cruz: Tiago Machowski; Vítor, Augusto Silva, Genilson e Paulo Henrique; Jorginho, João Ananias e Jeremias (Robinho Mota); Arthur Rezende (Lucas Gomes), Robinho e Augusto (Anderson).
Técnico: Júnior Rocha

Vitória: Dida; Felipe Almeida, Fabinho Vitória, Jonatha e Leo Carioca; Wires, Juninho e Paulo Victor (Oliveira); Geovane (Dyorgenes), Thomas Anderson (Luiz Henrique) e Val Paraíba
Técnico: Fernando Lins

Pernambucano. Local: Arruda. Árbitra: Deborah Cecília (PE). Assistentes: Gilberto Freire e Charles Rosas (ambos de PE). Cartões Amarelos: Genilson (Santa), Fabinho (Vitória) e Leo Carioca (Vitória). Gols: Jeremias aos 9 e Thomas Anderson aos 16 do segundo tempo. Público: 4292. Renda: R$ 36.500.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias