Arruda

'Arbitragem péssima e despreparada', diz vice de futebol do Santa Cruz

Direção do Santa Cruz questionou a atuação do árbitro Thiago Nascimento no empate contra o Pesqueira

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 25/02/2018 às 20:49
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Direção do Santa Cruz questionou a atuação do árbitro Thiago Nascimento no empate contra o Pesqueira - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O vice-presidente de futebol do Santa Cruz, Felipe Rego Barros, soltou o verbo contra árbitro Thiago Nascimento e os assistentes Gilberto Freire de Farias e Charles Rosas Pires no empate contra o Pesqueira, neste domingo, no Arruda. O dirigente coral questionou o pênalti que o juiz marcou em cima do zagueiro Augusto Silva e voltou atrás depois da alegação do auxiliar (Gilberto Freire) de que a bola teria saído antes da falta. Também foi lembrado pelo diretor outros lances polêmicos, que na visão dele, teria prejudicado o clube tricolor.

"Estamos aqui infelizmente para lamentar talvez a pior atuação de um trio de arbitragem. Foi um desastre hoje (ontem). Assistimos um episódio terrível de uma arbitragem péssima e despreparada. Conquistamos o oitavo ponto, mas ganhamos três jogos - Salgueiro, Náutico e Pesqueira - que não levamos", afirmou o vice de futebol.

O dirigente do Santa Cruz frisou que precisa ser discutido a formação dos árbitro do quadro pernambucano, pois a Cobra Coral tem sido prejudicada em sequência. Ele ainda salientou que não adianta analisar apenas os lances capitais. "Temos que discutir a preparação desses juízes, que estão afetando diretamente no trabalho feito no clube. São três fatos: vencemos três jogos e não ganhamos. Isso está acontecendo em sequência", disse Felipe Rego Barros. 

EXPULSÃO

O vice de futebol ainda criticou a expulsão do volante Luiz Otávio aos 7 minutos do empate contra o Pesqueira. Segundo ele, o árbitro Thiago Nascimento deveria ter dado cartão amarelo no lance. "É consagrado: em dúvida em prol do réu em um lance duvidoso. O juiz estava ansioso e despreparado. Mais errado ainda quem está formando e escalando ele. Discutir o lance estamos enxugando o gelo", declarou Rego Barros. "É um sinal de que não pode atuar em um jogo que irá exigir mais dele", finalizou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias