Arruda

Geovani se vê ainda longe do ideal no Santa Cruz

Jogador afirmou que ainda não está com o ritmo de jogo apropriado e que precisa de mais partidas para crescer de vez no Santa Cruz

Heitor Nery
Heitor Nery
Publicado em 25/03/2018 às 11:37
Alexandre Gondim/JC Imagem
Jogador afirmou que ainda não está com o ritmo de jogo apropriado e que precisa de mais partidas para crescer de vez no Santa Cruz - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O meia Geovani, do Santa Cruz, mesmo já admitiu que ainda se encontra longe de seu futebol ideal em 2018. Mesmo sendo elogiado publicamente pelo técnico Júnior Rocha, principalmente após a vitória contra o CRB, o jogador afirmou que ainda precisa de ritmo de jogo para poder se encaixar de vez no Santa Cruz.

"Estou longe. A gente sempre pode melhorar um pouquinho mais. No futebol a gente não tem tanto tempo para ficar avaliando, é jogo atrás de jogo, focar cada partida em sequência. Mas precisamos trabalhar a cada dia e se esforçar sempre para crescer e ajudar o Santa Cruz", declarou o atleta, titular na partida contra o Treze, pela Copa do Nordeste. "Eu quero jogar, até porque quero entrar em forma. Ainda não estou bem, com o ritmo de jogo apropriado, então quero ficar 100% o mais rápido possível, e pra isso preciso jogar", afirmou.

Preferência em atuar pelos lados

Com o Santa Cruz ainda seguindo com dificuldades de criação no setor do meio de campo, o técnico Júnior Rocha já conversou com Geovani sobre a possibilidade de escalar o jogador numa faixa mais central de campo. O meia, porém, afirmou que se sente mais confortável atuando pelos lados do campo. Neste sábado (24), ele reforçou esse sentimento, mas declarou que está disposto a ajudar a equipe onde ele for requisitado.

"Eu estou aqui pra somar. O Santa é maior do que tudo e do que todos. Se tiver que ajudar, eu vou ajudar em qualquer posição, até de goleiro. Onde tiver que jogar, eu jogo, não tem problema. Mas eu prefiro atuar pelos lados do campo. Mas se tiver que atuar pelo meio, ou até de gandula, eu farei o meu melhor para ajudar o time", afirmou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias