Vítor

Gol da vitória do Santa Cruz foi o primeiro de falta da carreira de Vítor

''Meu sonho era fazer um gol de falta'', afirmou Vítor na saída de campo

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 19/08/2018 às 19:32
Alexandre Gondim/JC Imagem
''Meu sonho era fazer um gol de falta'', afirmou Vítor na saída de campo - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O bonito gol que garantiu vantagem para o Santa Cruz nas quartas de finais do Campeonato Brasileiro da Série C, foi o primeiro de falta marcado na carreira pelo lateral direito Vítor, de 36 anos. Apesar da longa e consagrada jornada no futebol, o jogador nunca havia marcado um gol de falta, mas de acordo com Vítor, esse era um desejo seu.

''Não é por acaso, eu treino bastante por ali, às vezes a perna pesa, mas tenho que agradecer a Deus por ter me abençoado, consegui fazer um bonito gol. Também tenho que agradecer aos meus companheiros, que mesmo treinando mais faltas do que eu, confiaram em mim. Meu sonho era fazer um gol de falta'', comentou.

Vítor ainda destacou a festa da torcida tricolor, que encheu o Arruda e colocou quase 50 mil torcedores. ''Sem palavras, a torcida do Santa Cruz é emocionante, cumpriram o propósito de Tininho. O primeiro tempo fomos melhores, tivemos mais jogadas ofensivas, mas não podemos tirar o mérito deles, é uma boa equipe, vamos em busca do acesso lá’’, avaliou o jogador.

Vantagem

Com a vitória por 1x0 contra o Operário, o Santa Cruz joga pelo empate no jogo de volta em Ponta Grossa, no próximo domingo (26), às 15h. Os jogadores do tricolor valorizaram a vantagem, mas destacaram a qualidade do time do Paraná.

''Eu acho que a gente jogou da forma que pensamos durante a semana, sabemos da qualidade deles, é uma equipe que veio pra tomar poucos gols, fizemos nossa parte e agora vamos buscar a classificação na casa deles'', afirmou o meio campista Carlinhos Paraíba.

''A gente já sabia que ia ser um jogo duro. A equipe deles bate bastante, conseguimos um excelente resultado, sabemos que vai ser um jogo difícil, mas vamos com tudo pra sair com a classificação'', destacou Jaílson.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias