Arruda

Santa Cruz deve começar 2019 com Ernesto no gol

Goleiro viveu boa fase no clube nesta temporada

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 01/10/2018 às 16:51
Diego Nigro/JC Imagem
Goleiro viveu boa fase no clube nesta temporada - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Reza o folclore do futebol que um bom time começa por um bom goleiro. E no Santa Cruz, a temporada 2019 deve ter o nome de Ricardo Ernesto como aposta para carregar a camisa 1 coral.

Diferente de 2018, quando o goleiro viveu boa parte do ano à sombra de Tiago Machowski e só alcançou a titularidade nos últimos jogos da Série C, após o companheiro de equipe cometer erros cruciais nas partidas e ainda ter o extra-campo como fator contundente.

A última vez em que o Santa Cruz passou por uma mudança na meta por conta de nível técnico durante a temporada aconteceu no início de 2015, quando o goleiro Bruno cedeu espaço para Fred após os quatro primeiros jogos pelo Campeonato Pernambucano.

Fred conduziu o time até o título estadual contra o Salgueiro e seguiu como titular até a 12ª rodada da Série B, até que Tiago Cardoso recuperou-se completamente da lesão sofrida ainda no ano anterior. No entanto, Bruno foi reserva até o final do ano, enquanto Fred sequer teve o contrato renovado para o segundo semestre.

No total, foram 16 jogos de Ricardo Ernesto com a camisa coral na atual temporada. Quatro deles válidos pelo Campeonato Brasileiro de Aspirantes, onde grande parte da equipe era formada por atletas das categorias de base do clube.

De relegado, Ricardo Ernesto passou a ser prioridade da diretoria tricolor para renovação de contrato. Tanto que antes do goleiro, apenas o artilheiro Pipico teve a renovação para 2019 acertada. Mesmo com a eliminação para o Operário-PR, Ricardo ganhou respeito e moral com a torcida ao realizar defesas fundamentais nos jogos decisivos da fase de grupos e na primeira partida do mata-mata.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias