COPA DO BRASIL

Após superação no tempo normal, Santa Cruz é eliminado na Copa do Brasil nos pênaltis

Time tricolor conseguiu empatar com o Atlético-GO por 1x1 no tempo normal, mas acabou derrotado nos pênaltis por 4x3

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 05/03/2020 às 0:04
Notícia
Foto: Victor Garcia/ Atlético-GO
William Alves (E) desperdiçou o último pênalti do Santa Cruz - Foto: Victor Garcia/ Atlético-GO
Leitura:

O Santa Cruz lutou, mostrou ser um time de guerreiro, mas não conseguiu avançar na Copa do Brasil. Apesar de ter empatado no tempo normal por 1x1 (gols de Renato Kayzer e Patrick) e suportado a pressão do Atlético-GO até o final do tempo regulamentar mesmo com um jogador a menos (Paulinho foi expulso), o time coral acabou sendo derrotado da competição nacional nos pênaltis, por 4x3 - Chiquinho e William Alves perderam pênaltis.

Agora, o Tricolor volta sua atenção para a Copa do Nordeste, quando terá o clássico contra o Sport, sábado, às 16h, na Ilha do Retiro, pela 6ª rodada do Nordestão.

O JOGO

Atuando como mandante, o Atlético-GO mal esperou o início da partida para tomar às rédeas do jogo. Desde os primeiros minutos, os goianos já buscaram impor o seu ritmo e acuaram o Santa Cruz em seu campo defensivo. A estratégia surtiu efeito. E, logo aos 13 minutos, o placar já foi alterado. Após investida em velocidade de Matheuzinho pela esquerda, o volante André tentou matar a jogada, mas a bola chegou até Renato Kayzer. O centroavante dominou, fez o giro em cima de Fabiano e chutou no canto direito de Maycon Cleiton: 1x0.

Após o gol sofrido, bem que o Tricolor tentou sair para o jogo, ainda que timidamente. A situação parecia que ia piorar quando, aos 36, Victor Rangel deixou a partida chorando e sentindo dores na região abdominal, após sofrer pancada. Entretanto, dois minutos depois, o predestinado Patrick - que entrou no jogo - marcou o gol de empate. Após cobrança de escanteio de Didira, o atacante subiu para cabecear e mandar a bola para rede: 1x1.

Na volta do segundo tempo, mais uma vez, o Atlético-GO entrou com um ímpeto ofensivo superior ao do Santa Cruz. E, a repetição da estratégia, por pouco surte efeito. Aos seis, Nicolas ganhou na velocidade de Patrick, foi à linha de fundo e cruzou para Renato Kayzer finalizar sozinho, por cima da meta de Maycon Cleiton. Chance incrível desperdiçada. Aos oito, após escanteio, o zagueiro Gilvan subiu e cabeceou a bola prensando com William Alves e acertou a trave. A blitz goiana seguia e, aos 11, após contra-ataque fulminante, Matheuzinho finalizou de dentro da área, com a bola passando rente a trave coral.

O Santa Cruz tentou mostrar uma reação e conseguiu assustar aos 26 minutos, quando Chiquinho cobrou falta de longe, no ângulo, obrigando Kozlinski a saltar para espalmar a escanteio. Porém, a chance mais clara da segunda etapa foi do Dragão. Aos 35, Reginaldo levantou bola na área, Maycon Cleiton saiu errado e a bola sobrou limpa para Júnior Brandão dominar na marca do pênalti e chutar por cima. O empate persistiu e a decisão foi para as cobranças de pênaltis.

Nas penalidades, Chiquinho e William Alves desperdiçaram suas cobranças e o Santa Cruz perdeu por 4x3.

Ficha do jogo

ATLÉTICO-GO

Kozlinski; Reginaldo, Oliveira, Gilvan e Nicolas; Edson, Marlon Freitas (Júnior César) e Jorginho (Matheus Vargas); Matheuzinho, Gustavo Ferrareis (Júnior Brandão) e Renato Kayzer. Técnico: Eduardo Souza.

SANTA CRUZ

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Fabiano; André, Paulinho e João Cardoso (Chiquinho); Didira, Mayco Félix e Victor Rangel (Patrick). Técnico: Itamar Schulle.

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia.

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).

Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza.

Gols: Renato Kayzer, aos 13 minutos, e Patrick, aos 38 do 1º Tempo.

Cartões amarelos: Jorginho e Nicolas (ATL), Danny Morais, Paulinho (STA)

Cartão vermelho: Paulinho (STA).

Pênaltis:

Santa Cruz - Chiquinho (perdeu), Fabiano (marcou), Toty (marcou), André (marcou), William Alves (perdeu).

Atlético-GO - Matheuzinho (marcou), Renato Kayzer (marcou), Matheus Vargas (marcou), Júnior Brandão (marcou).

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias