Clássico das Multidões

Rubro-negros revoltados com árbitro Cláudio Mercante

A não expulsão de Thiago Matias deixou o time e a comissão técnica do Sport furiosos

Miguel Rios
Miguel Rios
Publicado em 08/05/2011 às 20:38
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Leitura:

Atletas, comissão técnica e diretoria do Sport saíram de campo extremamente desgostosos com a arbitragem de Cláudio Mercante, na derrota por 2x0 para o Santa Cruz, em partida válida pelo primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, neste domingo. Um dos mais exaltados foi o técnico Hélio dos Anjos, que reclamou da não expulsão de Thiago Matias do jogo.

O defensor escorregou no primeiro lance da partida e fez falta em Ciro, que partia em direção ao gol, com apenas 15 segundos de bola rolando.

Alegando que Matias era o último homem da defesa do Santa, o treinador queria a sua expulsão. Para piorar, aos 17, o mesmo jogador fez falta por trás em Bruno Mineiro, mas o árbitro Cláudio Mercante deixou passar o lance.

“Esse juiz é frouxo. Sempre foi frouxo. Tinha que expulsar o Thiago Matias no começo do jogo. Era último homem. Ele não teve coragem de tomar uma atitude que qualquer árbitro no mundo tomaria, ou então eu não entendo mais nada de futebol. E a outra falta que ele puxou o Bruno, era o segundo cartão”, bradou.

Outro a criticar duramente a não exclusão do atleta, substituído logo após os lances polêmicos, foi o diretor de futebol Wanderson Lacerda, que sinalizou uma corrente contra a conquista rubro-negra, que concretizaria o tão sonhado hexa do Leão.

“O que ele fez foi uma pura sacanagem com o Sport. Essa torcida, diretoria e jogadores não mereciam o que esse rapaz fez. Parabéns à Federação (Pernambucana de Futebol), aos que comandam e a quem integra o quadro de arbitragem. Vocês estão conseguindo tirar o hexa do Sport”, encerrou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias