Sport

Tobi lamenta saída de companheiros

Após o treino, zagueiro/volante disse que grupo sentiu a dispensa de seis jogadores

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 27/06/2012 às 14:08
Leitura:

A dispensa de Jheimy, Jael, Germano, Thiaguinho, Diogo Oliveira e Wagner Silva, repercutiu entre os jogadores do Sport. Afinal, foram seis companheiros de uma vez. Por isso, após o treino desta quarta-feira (27/6), o volante/zagueiro Tobi atendeu os repórteres no CT José de Andrade Médicis, em Paratibe. Ele praticamente resumiu o sentimento do grupo, sempre de solidariedade aos colegas afastados, mas ressaltando que no futebol é normal esse tipo de situação.

 "A gente sente muito a saída dos companheiros. Afinal, são amigos que estavam conosco na mesma luta. Agora, é uma situação normal no futebol. Nós vivemos isso desde o tempo dos juniores", comentou.

 A respeito da situação do elenco, que ficou com 25 atletas, Tobi acredita que a diretoria tem feito o possível para contratar e reforçar o grupo. "A gente sabe que virão outros jogadores. Mas temos de continuar treinando forte. Não podemos parar."

 
 Antes do treino, o técnico Vágner Mancini  reuniu com o grupo no centro do gramado.  Segundo Tobi o assunto foi  a derrota por 2x0 para o Internacional, a terceira seguida na Série A, e o jogo contra o Coritiba, domingo, em Curitiba. No momento, o Sport ocupa a 16ª posição com apenas cinco pontos em seis jogos.

"O nosso técnico procurou mostrar os nossos erros. Fomos muito passivos diante do Inter. Isso não pode voltar a ocorrer. Tivemos boas atuações em outros jogos, quando marcamos bem. Portanto, é preciso retomar o futebol aplicado para começar a reagir na Série A", completou Tobi.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias