Pernambucano

O reencontro de Sport e América

Após 45 dias da histórica vitória do Mequinha sobre o Leão, times voltam a se enfrentar pelo Estadual

Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 19/03/2016 às 7:32
André Nery/JC Imagem
Após 45 dias da histórica vitória do Mequinha sobre o Leão, times voltam a se enfrentar pelo Estadual - FOTO: André Nery/JC Imagem
Leitura:

Diferentemente do último duelo, há exatos 45 dias, na Ilha do Retiro, o confronto entre América e Sport, neste sábado (19), no Arruda, às 18h30, deve ser decisivo para as duas equipes. Enquanto o Mequinha, quinto com seis pontos, precisa da vitória a todo custo para não minguar as suas chances de classificação, o Leão, terceiro com 13, busca o resultado favorável para garantir de vez a vaga na próxima fase do Pernambucano.

Como se isso não bastasse, há o clima de revanche entre rubro-negros e americanos. No primeiro encontro, os alviverdes venceram por 1x0, deixando os leoninos engasgados com o algoz. “Não digerimos muito aquela derrota. Está todo mundo engasgado aqui”, disse o volante Rithely, já dando o clima de como o Sport vai se portar no gramado.

Além de garantir a classificação, a vitória sobre o América pode dar uma certa tranquilidade ao Leão. Dividindo as atenções entre o Pernambucano e a Copa do Nordeste, os rubro-negros poderiam ficar mais focados no regional, se já garantir sua vaga na outra fase do Estadual neste sábado (19). Assim, a equipe do técnico Paulo Roberto Falcão vai fazer de tudo para não perder a chance de avançar para o mata-mata por antecipação.

“Acredito que a vitória contra o América vai trazer confiança para o nosso time. Vamos tentar fazer um bom jogo para depois pensar na partida de quarta-feira. Mas estamos focados neste jogo de sábado agora”, afirmou o lateral-esquerdo Renê, ressaltando que o Sport tem uma decisão importante na próxima quarta-feira pelo Nordestão - encara o Botafogo-PB, pela última rodada do Grupo D do regional e precisa da vitória para se classificar para a outra fase.

Um fato que pode beneficiar o Leão é a semana livre de treinamentos. Pela primeira vez desde que começaram os campeonatos, Falcão teve todo esse período para trabalhar o time. Além disso, terá quase força máxima do elenco, somente o atacante Johnathan Goiano não vai para a partida. Apesar disso, não deve fazer grandes mudanças no time que bateu o Central na rodada anterior. 

MEQUINHA

A principal preocupação do técnico Charles Muniz para esse jogo é a defesa. Com 17 gols sofridos, o América é a pior defesa do campeonato.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias