Substituição forçada

Sport busca soluções para a ausência de Diego Souza

DS87 desfalca o Sport na estreia do Nordestão, diante do Sampaio Correia. Estará a serviço da seleção brasileira

Felipe Holanda
Felipe Holanda
Publicado em 24/01/2017 às 5:43
Guga Matos/JC Imagem
DS87 desfalca o Sport na estreia do Nordestão, diante do Sampaio Correia. Estará a serviço da seleção brasileira - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

No primeiro jogo oficial de 2017 (diante do Sampaio Correia, próxima quarta (25/1), na estréia da Copa do Nordeste), o Sport não poderá contar com sua principal estrela: o meia Diego Souza. O camisa 87 foi convocado por Tite para o amistoso da seleção brasileira contra a Colômbia, no mesmo dia do confronto do Leão com a equipe maranhense e surge como a principal dor de cabeça para o técnico Daniel Paulista, que segue à procura de um substituto. A princípio, a escolha mais provável seria a utilização de Marquinhos, aberto pelas pontas, com Everton Felipe sendo remanejado para o setor de criação.

Diego Souza, além de terminar o último Brasileirão como artilheiro, é fundamental para o desempenho da equipe rubro-negra dentro das quatro linhas. Para se ter uma ideia, na última edição da Série A, o camisa 87 ficou de fora de quatro jogos e, em nenhum deles, o Sport saiu de campo com o resultado positivo – empatou contra Figueirense e Internacional e foi derrotado por Botafogo e Atlético-MG. Ou seja, caso participasse desses jogos, o meia poderia fechar a competição com a artilharia isolada, já que os atacantes Fred (Atlético-MG) e Willian Pottker (Ponte Preta) também foram às redes 14 vezes. 

Por outro lado, os atletas rubro-negros afirmam que o elenco tem qualidade para suprir a ausência do camisa 87. Pelo menos, esse é o ponto de vista do volante Rithely, um dos líderes do Sport e que aparece como referência para os jogadores mais jovens. 

“Diego (Souza) é um grande jogador, mas o Sport não pode depender só dele. Todos sabem da qualidade que ele tem. Sem dúvida, fará muita falta no nosso próximo jogo (contra o Sampaio Correia), mas temos um elenco forte, com jogadores que podem substituir à altura sempre que preciso”, enfatizou Rithely, que não se disse abalado por ficar de fora da convocação à seleção nacional. “Não tenho que ficar triste ou chateado. Nada disso. Sei que, se continuar fazendo as coisas certas, uma hora a oportunidade vai chegar e eu irei abraça-la com unhas e dentes. Se não foi agora é porque não foi a vontade de Deus. Estou super tranquilo e consciente de que a minha hora vai chegar. Só de estar na primeira relação já é um motivo para eu comemorar junto com a minha família e meus amigos de infância”, adicionou.

PERNAMBUCANO

A estreia do Sport no Campeonato Pernambucano, que aconteceria no próximo domingo(29/1), foi antecipada para o sábado (28/1). A decisão foi anunciada pela FPF para evitar confusões entre as torcidas, já que no mesmo dia, Náutico e Santa Cruz fazem o Clássico das Emoções na Arena. O Leão enfrenta o terceiro colocado do Primeiro Turno. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias