PROJETO

Sport: Luxemburgo em busca de título inédito

Na final do Campeonato Pernambucano hoje entre Salgueiro e Sport, Vanderlei Luxemburgo busca o 24º troféu de seu currículo como técnico

FELIPE HOLANDA
FELIPE HOLANDA
Publicado em 28/06/2017 às 7:21
Guga Matos/JC Imagem
Na final do Campeonato Pernambucano hoje entre Salgueiro e Sport, Vanderlei Luxemburgo busca o 24º troféu de seu currículo como técnico - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Que o treinador Vanderlei Luxemburgo é um grande campeão à beira do gramado, não é nenhuma novidade. Ele, entretanto, não comemora um título desde a temporada 2011, quando venceu o Estadual do Rio pelo Flamengo. No Sport, Luxa pode voltar a festejar um troféu. Nesta quarta (28/6), o Leão vai até o Cornélio de Barros enfrentar o Salgueiro no jogo de volta da grande final do Pernambucano.

Caso o Sport consiga a vitória por qualquer placar em cima do Carcará, Vanderlei Luxemburgo chegará ao 24º título de sua carreira como treinador de futebol - venceu cinco Brasileiros, o último pelo Santos em 2004. Por outro lado, o comandante leonino garantiu que a história não será suficiente para colocar o rubro-negro como o grande favorito do confronto. Ante o Salgueiro, Luxa busca mais uma conquista jogando no interior. Em 1990, quando treinava o Bragantino, bateu o Novorizontino (tinha vantagem de dois empates) e ficou com o título do Campeonato Paulista.

“A história nem sempre significa muita coisa no futebol. Tenho outros títulos no passado, jogando no interior, mas nosso time precisa ir preparado para o jogo e não pretendo dar nenhuma ajuda para o Salgueiro. Nenhum tipo de estímulo. Eles já são fortes o suficiente jogando dentro de casa e nosso time vai precisar de muito empenho para conquistar o título Pernambucano”, destacou Vanderlei Luxemburgo, que busca seu primeiro troféu por times do Nordeste.

Curiosamente, Luxemburgo não disputou o primeiro jogo da final, que aconteceu no dia 7 de maio (há 52 dias atrás), na Ilha do Retiro. Ele comentou que não se recorda de chegar ao clube e, em tão pouco tempo, disputar um título.

“Não me lembro se já aconteceu isso comigo na carreira. Pode ter acontecido, mas não me lembro. Chegar e logo ir para um jogo tão importante, uma final de campeonato, buscando ser campeão. O importante é que estou com muita vontade de ser campeão. Título é sempre muito bom porque é mais uma conquista que eu posso ter para o meu currículo no futebol”, adiantou Vanderlei Luxemburgo.

O treinador do Leão demonstrou recentemente irritação ao ser questionado sobre o hiato de títulos em sua carreira. Para Vanderlei, as grandes exigências em cima dele acontecem por se tratar de um profissional bastante vencedor à beira do gramado.

“No futebol é assim, querem que a gente seja campeão de manhã, tarde e de noite. Nem sempre é possível. Não é porque não fui campeão nos últimos anos que perdi o meu valor. Se me cobram é porque me julgam como competente para tal”, pontuou Vanderlei Luxemburgo.

PRIORIDADE

Se a diretoria do Sport chegou a “desdenhar” do Estadual, o mesmo não acontece com Luxa. Tanto que o comandante leonino poupou alguns jogadores na vitória por 1x0 em cima do Santos, último sábado, pela 10ª rodada da Séria A, tentando dar ritmo aos atletas que entrarão em campo ante o Salgueiro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias