41º TÍTULO

Sport vence Salgueiro em jogo com uso do árbitro de vídeo e é campeão pernambucano

Partida foi marcada mais uma vez pelo recurso do árbitro de vídeo. Everton Felipe marcou o gol que deu a vitória ao Sport

FELIPE HOLANDA
FELIPE HOLANDA
Publicado em 28/06/2017 às 23:36
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
FOTO: Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Leitura:

O Sport voltou a reinar no futebol pernambucano. Em jogo polêmico, onde o árbitro de vídeo voltou a roubar a cena – anulou um gol do Salgueiro aos 25 minutos do 2º tempo –, o Leão triunfou por 1x0, nesta quarta (28/6), no Estádio Cornélio de Barros, tirando o grito do campeão da garganta que estava “entalado” desde 2014. O grande herói rubro-negro na decisão foi o prata da casa Everton Felipe. De seus pés, saiu o gol que levou o rubro-negro à sua 41ª taça do Estadual.

O clima de decisão pairou nos primeiros minutos de bola rolando no Cornélio de Barros. Com as equipes se estudando dentro de campo, as jogadas de perigo eram escassas. Restaram para Salgueiro e Sport as jogadas de bolas paradas. Numa delas, o Carcará conseguiu levar perigo pela primeira vez. Em cobrança de falta, Rodolfo Potiguar pegou firme na bola e quase marcou. A bola saiu tirando tinta da trave esquerda de Magrão, aos sete.

Do outro lado, o Sport tentou a resposta. Diego Souza encontrou Everton Felipe na esquerda em boa posição para o arremate. O prata da casa viu a bola quicar pela primeira vez e bateu firme. A finalização, que foi a primeira do Leão no jogo, saiu por cima da meta de Mondragon. Na sequência, André aproveitou o rebote, girou e bateu forte. O arqueiro do Carcará fez grande defesa para evitar o primeiro gol leonino no jogo.

Com mais imposição no ataque, o Sport passou a dominar as ações da partida. Precisava, contudo, traduzir em gols a superioridade que demonstrava em campo. Ficou no quase. Everton Felipe cobrou falta com veneno e quase surpreender Mondragon. Pouco depois, foi a vez de André. O camisa 90 teve grande chance de abrir o placar, mas errou o chute, que saiu à direita da meta sertaneja.

No segundo tempo, o panorama do jogo se manteve o mesmo. O Sport com mais posse de bola e o Salgueiro buscando levar perigo nos contra-ataques. E foi do Leão que assustou pela primeira vez. Rithely arrematou de longe e por pouco não surpreendeu Mondragon para abrir o placar.

Aos 25 minutos, veio o lance polêmico. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Willian Lira, que completou para o fundo das redes de Magrão. A priori, o árbitro Wilton Pereira Sampaio anulou o gol recebendo orientação do assistente Emerson Augusto de Carvalhol, mas precisou do recurso de vídeo para decidir. Após cinco minutos de espera, Wilton anulou o gol, marcando saída de bola no momento do escanteio.

O “troco” do Sport foi letal. Aos 36 minutos de bola rolando, Everton Felipe bateu de fora da área e contou com o desvio na defesa para marcar o gol do título. Na comemoração, o jogador, que é torcedor do Leão declarado, foi ás lágrimas. Merecido.

No últimos minutos, o Salgueiro ainda buscou a reação e o empate, que, aquela altura, levaria a decisão para os pênaltis. O Sport, no entanto, se segurou no ataque e faturou o Campeonato Pernambucano de 2017.

Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/ JC Imagem

FICHA DO JOGO

SALGUEIRO: Mondragon; Tamandaré, Ranieri, Luis Eduardo e Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty; Jean Carlos (Dadá), Álvaro e Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães. 

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Raul Prata (Evandro); Rithely, Rodrigo (Thallyson), Diego Souza e Everton Felipe; Lenis (Leandro Pereira) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. 

Local: Estádio Cornélio de Barros. Horário: 21h45. Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO). Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de GO). Gol: Everton Felipe, aos 36 do 2º tempo. Amarelos: Rodolfo Potiguar, Daniel e Jean Carlos (SA). Durval, André e Lenis (SP). 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias