FANTASMA

Sport despenca no mês de agosto

Leão teve desempenho fraco, repetindo últimas três temporadas

FELIPE HOLANDA
FELIPE HOLANDA
Publicado em 29/08/2017 às 7:22
Diego Nigro/JC Imagem
Leão teve desempenho fraco, repetindo últimas três temporadas - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Um fantasma que assombra o Sport outra vez. Em 2017, o rubro-negro voltou a cair de rendimento no mês de agosto, assim como o fez nas últimas temporadas. E justamente no período em que o técnico Vanderlei Luxemburgo teve mais tempo de preparar os jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro, o Leão não conseguiu vencer. Foram dois empates (diante de Fluminense e Ponte Preta), duas derrotas (para Corinthians e Cruzeiro) e apenas dois pontos somados, caindo provisoriamente para a décima colocação na tabela da Série A. Em nenhum mês deste ano, por exemplo, a equipe havia sentido o dissabor de não ter vencido um jogo sequer.

A mística negativa que envolve o Sport e o mês de agosto é tão latejante que quem está há algum tempo no clube leonino sabe bem do que se trata. É o caso do volante Rithely, que chegou à Ilha do Retiro em 2011 e brincou com a situação. “Na minha opinião, acaba logo agosto, pelo amor de Deus”, ironizou o cabeça de área leonino, que apontou o desgaste físico como um dos motivos para a queda de rendimento.

“Nos últimos meses a gente não teve folga, foi jogando quarta e domingo, quarta e sábado, quinta, domingo e ficou nessa correria o tempo inteiro nos meses anteriores e acabou que chegou pesado no mês do agosto. O bom que nessa semana a gente teve uma folga e deu para recarregar as baterias do elenco para o jogo com o Grêmio e para o restante da temporada”, emendou.

Para agravar o retrospecto nebuloso, o Sport vive em 2017 o pior mês de agosto nos últimos cinco anos. A única vez que conseguiu terminar o ciclo com mais vitórias do que derrotas foi em 2013, quando disputou a Série B do Brasileirão: venceu quatro, perdeu três e empatou uma. No ano seguinte, na Série A, foram dois triunfos, quatro reveses e duas igualdades. Depois daí, a média só despencou. Em 2015 e 2016, respectivamente, o Leão só conseguiu vencer uma partida. Já em 2017, o rubro-negro não conseguiu triunfar nenhuma vez e o aproveitamento caiu para 16,6%.

GRÊMIO

Para “sorte” do Sport, o confronto diante do Grêmio, que aconteceria no último final de semana em Porto Alegre, só ocorrerá no mês que vem. Mais especificamente, no dia 2 de setembro. A mudança na data do jogo foi para preservar o gramado da Arena do Grêmio visando o compromisso da seleção brasileira pelas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2018, próxima quinta-feira, contra o Equador.

No caso da vitória sobre os gaúchos, o Leão voltaria a figurar entre os seis melhores colocados na tabela do Campeonato Brasileiro. Uma coisa é certa: o rubro-negro precisa melhorar o rendimento se quiser continuar vivo na disputa por uma vaga na Libertadores do ano que vem.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias