SETEMBRO DA SORTE

Histórico mostra recuperação do Sport quando chega setembro

Leão sempre, no mínimo, duas partidas em setembro nos últimos anos

Matheus Cunha
Matheus Cunha
Publicado em 09/09/2017 às 11:26
Bobby Fabisak/JC Imagem
Leão sempre, no mínimo, duas partidas em setembro nos últimos anos - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Se agosto foi um mês de pesadelos para o Sport, sem nenhuma vitória conquistada, a história mostra que setembro tende a ser mais glorioso para o Leão. O retrospecto das últimas cinco temporadas mostram que o clube rubro-negro tem um crescimento no nono mês do ano em relação ao anterior. E o início dessa nova escrita poder ser neste domingo, contra o Avaí.

Foram dois empates e duas derrotas mês passado. Apenas 16,6% de aproveitamento dos pontos. O Leão despencou da sétima para a 11ª colocação na tabela da Série A do Brasileirão. Retrospecto semelhante ao dos últimos anos. Em 2015 e 2016, por exemplo, o Sport conseguiu apenas uma vitória no mês ingrato.

Mas, ao mesmo tempo em que a história mostra números ruins em agosto, deixa clara também uma - no mínimo modesta – arrancada logo em seguida. Os rubro-negros nunca venceram menos de duas partida em setembro nos últimos cinco anos.
Em 2012, foram três vitórias, dois empates e mais duas derrotas. No ano seguinte, venceu três partidas e perdeu outras cinco. Em 2014 foram oito pontos somados no mês nove, vencendo duas, empatando mais duas e perdendo quatro. 2015 teve o maior número de empates, foram quatro ao total, acompanhados de duas partidas vitoriosas e outras três derrotadas.
Ano passado foi quando o Sport teve menos jogos em setembro. Foram cinco. Duas vitórias e três derrotas.

JOGOS EM SETEMBRO

E em 2017 esse número de jogos será ainda menor. Serão quatro partidas. Já perdeu a primeira, para o Grêmio, disputada no dia 2. Ainda restam os confrontos contra Avaí, Flamengo (dia 17) e Vasco (25).

A equipe pode se agarrar ao retrospecto positivo para tentar voltar a brigar por uma posição na parte de cima da tabela. São cinco jogos sem vencer, somando 29 pontos. Mas a distância para o grupo que vai para a Libertadores é pequena. São apenas dois pontos de diferença para o Cruzeiro, sexto colocado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias