Série A

Luxemburgo assume culpa por derrota do Sport para o Avaí

Leão amargou a sexta rodada sem triunfo no Brasileirão

Carlyle Paes Barreto
Carlyle Paes Barreto
Publicado em 10/09/2017 às 20:07
Sport Recife/Divulgação
Leão amargou a sexta rodada sem triunfo no Brasileirão - FOTO: Sport Recife/Divulgação
Leitura:

Bem diferente da goleada para o Grêmio, o técnico Vanderlei Luxemburgo isentou os jogadores da derrota para o Avaí, ontem, puxando para si a maior parte da responsabilidade pelo sexto tropeço seguido no Campeonato Brasileiro.

“Que fique bem claro: os jogadores lutaram. Então a derrota é minha. Porque os jogadores tiveram atitude. Vamos deixar 70% da derrota para mim e 30% deles, porque não aconteceu (vitória)”, justificou. “A derrota foi ruim. Mas pode reclamar hoje da derrota, mas não da atitude. Hoje saio triste pela derrota, mas satisfeito pela atitude”, acrescentou.

Mesmo com discurso diferente, Luxemburgo lembrou a goleada em Porto Alegre. “Aquele momento contra o Grêmio, perder por 5x0 e ficar tranquilo... aí o torcedor não quer. Hoje foi diferente. De cada dez partidas que o Sport jogar desta forma, vai vencer mais. Hoje o time jogou para ganhar o jogo. Perder faz parte do futebol.”
O técnico leonino falou ainda da semana turbulenta, citando ansiedade como um dos fatores pelo número de gols perdidos diante do Avaí.

“Mas teve posse de bola, tomou gol numa única jogada do adversário. Eles fizeram o gol e tivemos dois lances, situações claras de gol. Para pelo menos terminar empatado o primeiro tempo. Quando o ambiente, a atmosfera está ruim, a bola bate e não entra.”

O técnico respondeu ainda sobre a não utilização de Thomás, optando por Bruno Xavier, garoto de 20 anos recém-contratado. Explicando que precisaria de jogador de definição. E não alguém com característica de carregar a bola.

MAGRÃO

Calmo, Magrão minimizou mais um tropeço. “Mais uma vez não conseguimos sair com os três pontos. Mas vontade não faltou. Infelizmente a bola não quis entrar”, justificou. “Quando perde, há erros. Mas não é hora de ficar falando sobre isso”, acrescentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias