Ilha do Retiro

Gustavo Dubeux deixa vice-presidência de futebol do Sport

Dirigente será apenas vice-presidente do executivo do clube

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 06/12/2017 às 16:35
André Nery/Acervo JC Imagem
Dirigente será apenas vice-presidente do executivo do clube - FOTO: André Nery/Acervo JC Imagem
Leitura:

Gustavo Dubeux não faz mais parte do departamento de futebol do Sport. O diretor, que acumulava as vice-presidências de futebol e do executivo, comunicou na tarde desta quarta-feira que em 2018 só permanecerá como vice do executivo. O motivo alegado pelo dirigente rubro-negro seria para se dedicar as suas atividades profissionais.

"Queria informar a vocês (imprensa) que não vou mais acumular os dois cargos. Só vou ficar como vice da parte administrativa. Em 2018 não farei mais parte do planejamento do futebol. Fui eleito como vice do executivo e pretendo ficar até o final do mandato. O futebol exige muito do dirigente. Quando não pude ir ao CT acompanhar os treinos nesse ano, eu me penitenciei porque não fui. E, em 2018, a minha empresa vai exigir muito de mim", declarou Dubeux.

Com relação ao nome que vai substituí-lo na vice-presidência de futebol, Dubeux disse que o presidente ainda vai definir. "O presidente (Arnaldo Barros) ia estar nessa coletiva, mas tinha um compromisso inadiável. Ele ficou sabendo da minha decisão na segunda-feira, quando nos reunimos, e logo ele vai colocar pra vocês o nome do meu substituto", contou.

AVALIAÇÃO

Sobre a avaliação da temporada do Sport, Gustavo enxergou como positiva, mesmo com algumas metas não alcançadas. "Eu pergunto a vocês: se em 2018 o Sport conquistar o Pernambuco, chegar às quartas de final da Sula-Americana e permanecer na Série A... Ao final do ano, vocês vão avaliar como negativo? Na minha avaliação não. Por isso acho que 2017 foi positivo, mas claro que os rubro-negros querem mais e temos de procurar fazer mais", afirmou Dubeux.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias