CARÊNCIA

Nelsinho Baptista sem opções para armar ataque do Sport

Treinador rubro-negro só conta com dois jogadores para a ofensiva

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 26/02/2018 às 17:47
Foto: Williams Aguiar/ Sport
Treinador rubro-negro só conta com dois jogadores para a ofensiva - FOTO: Foto: Williams Aguiar/ Sport
Leitura:

Apesar de já ter disputado dez partidas na temporada, o Sport ainda não tem um setor que já esteja consolidado. Muito pelo contrário, a maioria ainda está apresentando carências. O ataque talvez é o que tenha causado a maior preocupação no momento, já que além de não ter conseguido convencer em campo, o técnico Nelsinho Baptista não tem muitas opções para escalar.

Dos seis atacantes que iniciaram 2018, o comandante rubro-negro só tem à disposição dois: Leandro Pereira (que ainda não está em plenas condições, já que ficou seis meses se recuperando da lesão no ligamento do joelho) e o prata da casa Índio, que marcou o seu primeiro gol na temporada na goleada do Leão sobre o Vitória, no último sábado.

"Esse foi o quarto jogo depois da minha lesão. Falta um pouco de ritmo. Tenho de trabalhar porque as coisas vão acontecendo. Você não desaprende. Uma hora a bola vai entrar", disse Leandro Pereira. "Preciso trabalhar mais, pois estou errando muito. Estou entrando bem, sempre saindo na cara do gol e sei que não posso perder as chances", falou Índio.

FORA DE COMBATE

De janeiro para cá, Nelsinho perdeu quatro atacantes: o colombiano Lenis foi emprestado para o Atlético Nacional, da Colômbia, até dezembro de 2018. O prata da casa Juninho foi afastado por indisciplina e deve ser negociado em breve (vem treinando à parte). Já André, com a negociação frustrada com o Grêmio, tem sua situação indefinida.

Por fim, Rogério acabou sofrendo a sua segunda lesão muscular na coxa em menos de um mês e desfalca o Sport nas próximas semanas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias