OFERTA

Carlos Henrique se empolga com proposta do Sport, mas Londrina veta

Centroavante, de 23 anos, gostaria de debutar na Série A do Brasileiro

Filipe Farias
Filipe Farias
FILIPE FARIAS
Publicado em 03/04/2018 às 20:21
Foto: Londrina/ divulgação
Centroavante, de 23 anos, gostaria de debutar na Série A do Brasileiro - FOTO: Foto: Londrina/ divulgação
Leitura:

A menos de duas semanas para iniciar a disputa da Série A, o Sport ainda procura por um centroavante disponível no mercado. Um dos alvos da diretoria rubro-negra é Carlos Henrique, do Londrina. O Leão, inclusive, chegou a fazer uma proposta para contar com o jogador de 23 anos por empréstimo, mas a oferta não foi bem vista pelos dirigentes do Tuburão.

"Ele (Carlos Henrique) não sai. Se o nosso objetivo é subir, não podemos tirar nenhum jogador daqui. Se fizermos uma conta: emprestar um jogador e pegar R$ 300 mil ou R$ 500 mil, já se subir vamos ganhar R$ 40 milhões. Qual o melhor? Subir, claro", disse Sérgio Malucelli, gestor do Londrina. "A proposta do Sport houve. A Chapecoense também demonstrou interesse, mas não vamos nos desfazer de nenhum jogador que é importante para nós", salientou.

Em contato com a reportagem do Jornal do Commercio, o empresário de Carlos Henrique, Miguel Calluf, confirmou que o centroavante teria gostado da ideia de defender o Sport. "Carlos me ligou e mostrou interesse em ir. É um jogador que particularmente está vivendo um bom momento e tem sido decisivo dentro da área. É difícil achar um atacante de área e que tenha tranquilidade para marcar os gols. Até tem, mas ganhando mais de R$ 300 mil", frisou o agente.

Ainda segundo Miguel, o centroavante enxerga com bons olhos a possibilidade de disputar pela primeira vez a Série A. "Ele ficou muito feliz com o interesse do Sport e pela grandeza do clube. Além disso, ele também gostaria de disputar a Primeira Divisão, competição que ainda não jogou", comentou.

SEM ACORDO

Mesmo com o desejo demonstrado por Carlos Henrique de se transferir para o Leão, Sérgio Malucelli não demonstrou nenhum pouco de flexibilidade quanto a possível negociação. "Ele tem de concordar. Tem contrato e tem de cumprir. O nosso objetivo é subir e não podemos negociar ninguém, ainda mais faltando uma semana pra iniciar a Série B", falou o gestor do time paranaense.

Revelado nas categorias de base do Internacional, Carlos Henrique também teve passagem por Juventude, Figueirense, Luverdense e está no Londrina desde o ano passado. Em 2018, o jogador já marcou seis gols pelo Tubarão.

Últimas notícias