Série A

Magrão celebra 33º pênalti defendido no Sport e fala em evolução da equipe

'Talvez esse ponto possa contribuir lá na frente', afirmou o goleiro

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 08/09/2018 às 18:43
Diego Nigro/JC Imagem
'Talvez esse ponto possa contribuir lá na frente', afirmou o goleiro - Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Além do erro de arbitragem, muito reclamado pelos jogadores do Cruzeiro após a partida, a 13ª derrota do Sport na Série A só não se concretizou porque o paredão apareceu novamente. Neste sábado (8), na Ilha do Retiro, Magrão salvou mais uma vez o Leão. Aos 40 minutos do segundo tempo, David foi derrubado por Raul Prata na área. Raniel, ex-Santa Cruz, foi para a cobrança e parou no arqueiro rubro-negro. Foi o 33º pênalti defendido por ele com a camisa do Sport. Aos 41 anos, o goleiro celebrou a marca expressiva e falou sobre a evolução da equipe no empate em 0x0 com a Raposa na Ilha.

"Graças a Deus por isso: mais um pênalti defendido na carreira. O mais importante foi ajudar a equipe. Mesmo sem conseguir os três pontos, lutamos e fizemos o possível. Agora é pensar na próxima partida", afirmou o goleiro, que também falou sobre o ponto conquistado na Ilha. "Perdemos muitos pontos em casa (na Série A). Se não tivéssemos perdido tantos, estaríamos numa situação melhor. É claro que hoje os três pontos eram fundamentais, mas talvez esse ponto possa contribuir lá na frente", continuou.

EVOLUÇÃO

Apesar de ter apenas uma vitória em 13 jogos na Série A, o goleiro acredita que o Sport está em uma crescente e vai reagir na competição. "Estamos evoluindo. Principalmente porque hoje já fizemos dois tempos mais regulares. Pecamos em detalhes, mas a equipe esteve mais concentrada. Mesmo desfalcado, o Cruzeiro é uma grande equipe, com jogadores muito fortes", explicou.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias