Ilha do Retiro

Michel Bastos rebate Beltrão: 'Nunca tive problema em ficar no banco no Sport'

Jogador usou redes sociais para se defender de críticas do ex-vice-presidente do Leão

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 25/09/2018 às 19:46
Leo Motta/JC Imagem
Jogador usou redes sociais para se defender de críticas do ex-vice-presidente do Leão - FOTO: Leo Motta/JC Imagem
Leitura:

O meia Michel Bastos usou as redes sociais para rebater as críticas do agora ex-vice-presidente de futebol Guilherme Beltrão sobre ele não querer ficar no banco de reservas do Sport. Afirmando várias vezes que não quer criar polêmica, o jogador falou que nunca criou problemas com os técnicos que o treinaram.

"Nunca tive problema em ficar no banco, como foi falado ontem ou hoje. Como falei, o fato de ter saído do Palmeiras (seu último clube) foi porque eu não estava tendo oportunidade. Como todo jogador não gosto de ficar no banco, mas é natural. Desde que cheguei aqui fiquei mais vezes no banco. Em nenhum momento fui cobrar do Claudinei (Oliveira) ou Eduardo (Baptista). Vim para ajudar o Sport. Não vim para manchar minha carreira ou historia do clube com possibilidade de jogar Segunda Divisão", disse o meia.

Bastos ainda falou sobre a polêmica nas redes sociais que culminou no seu afastamento da equipe principal. Segundo ele, chegaram a cogitar a saída dele, que não foi acatada pelo próprio jogador. "Acumulou algumas coisas. Pediram a minha saída e não acatei. Fui contra porque não queria deixar o clube dessa forma. Falei para a diretoria que não acatava", destacou.

Ainda sobre Beltrão, Michel avaliou negativamente a postura do ex-dirigente ao expor o clube após sair do cargo. "Você expor isso depois de deixar o clube não é legal. Nunca tive problema com Eduardo nem Claudinei. Expus a vontade de jogar no dia a dia", afirmou. "Não vim para criar polemica. Só vim me defender de certas coisas que estão sendo faladas. sempre respeitei a diretoria. Sempre respeitei os funcionários do Sport. O grupo é fantástico que não merece passar por isso, com problemas financeiros", pontuou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias