SÉRIE A

'Esse jogo de sexta vai ser uma guerra', diz volante do Sport

Jair afirma que o time rubro-negro precisa se superar dentro de campo para vencer o vice-líder Internacional

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 04/10/2018 às 16:44
Foto: Williams Aguiar/ Sport
Jair afirma que o time rubro-negro precisa se superar dentro de campo para vencer o vice-líder Internacional - FOTO: Foto: Williams Aguiar/ Sport
Leitura:

A partida contra o Internacional está sendo considerada na Ilha do Retiro como a última cartada do Sport para tentar escapar do rebaixamento. Um novo revés no Brasileirão pode praticamente encaminhar a queda do Leão para a Série B - isso ainda não acontecerá matematicamente nessa rodada.

"Temos de encarar cada jogo como uma decisão. Esse jogo de sexta-feira vai ser uma guerra. Não podemos pensar em outro resultado que não seja a vitória", declarou o volante Jair, que conhece bem o Internacional. "Atuei 10 anos no Sul e acredito que o Inter vai jogar de uma maneira muito competitiva. Tentar propor o jogo e tocar bastante a bola. Por isso, temos de ser um time aguerrido e igualar na vontade ou até mesmo superar para conseguir os três pontos".

AUSÊNCIAS

Com relação aos oito desfalques - Ernando, Léo Ortiz, Cláudio Winck e Andrigo (impedidos de jogar contra o Internacional por força contratual), Durval (suspenso), além de Hernane, Rogério e Morato (entregues ao departamento médico) -, o cabeça de área rubro-negro minimizou as ausências. "Nosso grupo é qualificado. Eu mesmo quando cheguei não tive muito tempo para treinar e tive de me adaptar o mais rápido possível. Quem entrar nessa partida terá de corresponder", comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias