Eleição

Chapa Sport do Povo, liderada por Milton Bivar, é lançada oficialmente

Presidente campeão da Copa do Brasil de 2008, Milton Bivar será um dos candidatos ao cargo em dezembro

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 27/11/2018 às 14:29
Filipe Farias/Jornal do Commercio
Presidente campeão da Copa do Brasil de 2008, Milton Bivar será um dos candidatos ao cargo em dezembro - FOTO: Filipe Farias/Jornal do Commercio
Leitura:

O lançamento da chapa “Sport do Povo”, que vai concorrer à eleição do clube, aconteceu na tarde desta terça-feira (27). Liderada por Milton Bivar, ex- presidente do time rubro-nego, a chapa faz oposição à atual gestão do Sport. O nome do presidente campeão da Copa do Brasil de 2008 tem apoio de outros sete ex-presidentes: Luciano Bivar, Jarbas Guimarães, Severino Otávio (Branquinho), Homero Lacerda, Wanderson Lacerda, Fernando Pessoa e Arsênio Meira.

Composição da chapa:

Presidente executivo: Milton Bivar

Vice-presidente executivo: Carlos Frederico de Melo

Presidente do Conselho: Fernando Pessoa

Vice-presidente do Conselho: Ricardo de Sá Leitão

Perguntado porquê os sócios deveriam votar na chapa ''Sport do Povo'', Milton Bivar citou seu nome, em terceira pessoa, como um presidente que tem credibilidade entre os torcedores rubro-negros. Milton destacou que o momento do Sport pede pessoas com capacidade de trabalho, valorizando os serviços já prestados por ele ao clube.

''Eu acredito que Milton Bivar tem uma boa credibilidade, ele já foi presidente, já mostrou sua capacidade e o torcedor do Sport confia, sabe que ele é um presidente que se preocupa não só com o futebol, mas também com o patrimônio do clube, com a evolução do clube. E agora ele vem com esse projeto de renovação, trazendo novos dirigentes, pessoas jovens para ajudar nessa renovação do Sport, que está necessitando realmente de pessoas com credibilidade e com capacidade de trabalho para poder dar a volta por cima'', comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias