Treinador

Sport: 'Fiz meu trabalho melhor que pude', desabafa Milton Mendes

Treinador evitou fazer críticas e exaltou jogadores após rebaixamento do Leão

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 02/12/2018 às 19:38
Alexandre Gondim/JC Imagem
Treinador evitou fazer críticas e exaltou jogadores após rebaixamento do Leão - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Quarto técnico do Sport na temporada, Milton Mendes foi o único que apareceu na sala de entrevistas do Sport para dar explicações após o rebaixamento para a Série B, neste domingo (2), no encerramento da última rodada do Brasileirão. Contratado em setembro, o treinador afirmou que fez o que pode para tentar livrar a queda leonina, evitou criticar diretoria e exaltou jogadores.

"Eu estou de consciência tranquila. Fiz meu trabalho melhor que pude. Não posso dizer absolutamente nada contra ninguém. Os problemas de antes (salários atrasados), ficaram depois e continuam tendo. Mas não foi por isso que perdemos. Fizemos a nossa parte (vencendo o Santos por 2x1), mas não dependíamos só de nós. Muito difícil, uma tristeza grande, mas não esperem que vou fazer críticas. Tenho é que bater palmas pros jogadores, que estavam agora chorando no vestiário, pra torcida e direção. Todos tentaram nos ajudar de uma maneira ou de outra", explicou o treinador do Sport.

FUTURO

Sobre a possibilidade de permanência no Sport, o treinador se esquivou. Disse apenas que, mesmo com o rebaixamento, gostou muito de trabalhar no Leão. "Quando a gente chegou, tinha 97% de risco de cair. Houve mudança em todos os setores e acho que isso o torcedor tem que se orgulhar. Antes, não me diz respeito. Quero dizer que tenho orgulho de comandar esses jogadores e uma felicidade imensa de trabalhar no Sport. Aqui, verdadeiramente acho que foi um dos poucos clubes do Brasil que reconheceu o Milton como pessoa, treinador e pai de família. Se essas pessoas que eu lido diariamente aqui estivessem em qualquer outro projeto e me convidassem, também estaria lá. Mas não depende só de mim", finalizou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias