INDEFINIÇÃO

Livre no mercado, Marcão tem futuro indefinido e espera acerto de pendências do Sport

Representante do volante revela que a direção rubro-negra o procurou, mas que ainda não tem nada definido

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 07/12/2018 às 12:36
Foto: JC Imagem
Representante do volante revela que a direção rubro-negra o procurou, mas que ainda não tem nada definido - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O Sport deve passar por uma grande reformulação para a próxima temporada. Afinal de contas, além de o clube ser obrigado a conviver com um orçamento mais enxuto em 2019 - com a queda para a Série B, a cota de televisionamento foi para R$ 8 milhões -, muitos jogadores que foram contratados não vingaram no clube. Dos 17 atletas que têm seus contratos encerrados nesse mês, apenas o volante Marcão desperta o interesse da direção leonina para prorrogar o seu vínculo, já que além de ter se saído bem com a camisa rubro-negra, o seu salário estaria dentro da realidade financeira que o Leão terá no próximo ano.

A reportagem do Jornal do Commercio entrou em contato com o representante do atleta, que confirmou que o cabeça de área está livre no mercado. "Ele (Marcão) não tem mais vínculo nenhum com o Cuiabá", assegurou Diogo Freitas, que confirmou o contato da direção do Sport, mas deixou claro que as pendências que ficaram ainda não foram quitadas. "Eles (dirigentes) nos procuraram. Sendo que nada que ficou pra trás foi acertado ainda", concluiu.

Contratado no final de agosto, Marcão disputou o restante do Brasileirão sem receber nenhum salário sequer, assim como o volante Jair, o atacante Mateus Gonçalves e o técnico Milton Mendes. Nos meses de setembro, outubro e novembro, eles sobreviveram apenas dos "bichos", que só eram pagos em casos de vitórias ou empates (nesse caso, o valor recebido era a metade).

Marcão estreou com a camisa rubro-negra na 24ª rodada, no empate do Sport em 0x0 com a equipe do Cruzeiro. Depois disso, o cabeça de área não saiu mais do time e foi titular no restante da Série A. Ao todo foram 15 partidas disputadas pelo clube, com 28 desarmes corretos, uma média de quase duas roubadas de bola por jogo.

EXPERIENTE

O volante de 27 anos, inclusive, pode ser bastante útil ao Sport na próxima temporada, já que ele tem vasta experiência na Série B. Em 2014, disputou pelo Boa-MG; em 2015, pelo Criciúma; em 2016, pelo Brasil-RS. Já em 2017, defendeu o Atlético-GO, na Primeira Divisão. Nesse ano, antes de se transferir para a equipe leonina, Marcão estava na equipe do Cuiabá, ajudando o time mato-grossense a conquistar o acesso à Segundona.

Últimas notícias