JEJUM

Sem vencer na Ilha há 45 dias, Sport quer quebrar jejum diante do Londrina

Última vitória do time rubro-negro em casa foi diante do Salgueiro, na semifinal do Pernambucano

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 22/05/2019 às 7:21
Notícia
Foto: JC Imagem
Última vitória do time rubro-negro em casa foi diante do Salgueiro, na semifinal do Pernambucano - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O Sport não vence na Ilha do Retiro há 45 dias. A última vitória rubro-negra no estádio Adelmar da Costa Carvalho foi contra a equipe do Salgueiro, no dia 7 de abril, pela semifinal do Campeonato Pernambucano. Nesse período sem triunfar como mandante, o time leonino disputou três jogos diante do seu torcedor: derrota para o Náutico no tempo regulamentar, na final do Estadual - a vitória só veio na disputa de pênaltis; e dois empates contra Oeste e Figueirense, pela Segundona.

Os jogadores rubro-negros estão cientes de que precisam voltar a vencer em casa para subirem na classificação e alcançarem o G-4 da Série B. “Estamos pecando um pouco nas finalizações. Mas isso vai de acordo com cada jogo. Tem uns que surgem mais oportunidades de fazer o gol e outros não. Mas estamos jogando bem... Na partida contra o Figueirense, na Ilha, nos impomos bastante e jogamos melhor. Agora, diante do Londrina, será um jogo grande. É time que está na parte de cima da tabela, estão com 10 pontos, e será um jogo fundamental para subirmos para a segunda ou terceira colocação”, projetou Maílson.

Para encarar um dos líderes da Segundona, a diretoria do Sport baixou o preço do ingresso (o menor valor custa R$ 10,00) para atrair a torcida rubro-negra para incentivar o time na próxima sexta-feira. “Temos de fazer valor o fator casa. Se Deus quiser vamos sair de campo com mais uma vitória e conseguir uma sequência positiva nessa Série B. Estamos todos focados e confiantes para essa partida”, comentou o goleiro leonino.

BAIXO PÚBLICO

Nos dois jogos disputados na Ilha do Retiro, nessa Série B, o Sport não conseguiu colocar sequer 15 mil torcedores nas duas partidas. Contra o Oeste,  na primeira rodada, o público foi de 6.492 presentes no estádio rubro-negro. Já contra o Figueirense, pela terceira rodada, a média subiu e 8.166 torcedores compareceram. Diante do ingresso mais em conta, a expectativa é que o público ultrapasse os 10 mil.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias