AMISTOSO

Sport vence o CSA por 3x1 em amistoso na Ilha do Retiro

Ezequiel, Yan e Cleberson marcaram os gols do time rubro-negro

Filipe Farias
Filipe Farias
FILIPE FARIAS
Publicado em 30/06/2019 às 17:24
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Ezequiel, Yan e Cleberson marcaram os gols do time rubro-negro - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Leitura:

Os nove dias de treinamento nessa paralisação da Série B fizeram bem ao Sport. No amistoso realizado neste domingo (30), contra o CSA, na Ilha do Retiro, mais que a vitória por 3x1, os rubro-negros apresentaram uma significativa melhora em campo. Em vários setores. Ofensivamente, o Leão mostrou mais força para pressionar os alagoanos e, defensivamente, mais compactação entre as linhas. O resultado: um triunfo seguro com gols de Ezequiel, Yan e Cleberson, com Robinho descontando para o CSA.

O amistoso de volta acontece na próxima quarta-feira (3/7), para encarar o próprio CSA, às 20h, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

VEJA O LANCE A LANCE DO JOGO

O JOGO

Depois de 18 dias sem entrar em campo - a última partida oficial do Leão foi contra o CRB, no dia 11 -, o Sport iniciou o amistoso contra o CSA pressionando bastante a equipe alagoana. E a postura agressiva surtiu efeito logo no início da partida. Aos três minutos, a equipe rubro-negra conseguiu recuperar a posse de bola, Sammir deu belo passe para Ezequiel, que ganhou a disputa com Carlinhos, entrou na área e tocou na saída de João Carlos: 1x0.

Das poucas vezes que o CSA conseguia ultrapassar a linha de meio de campo era pela direita, com o agudo Apodi. Mas o lateral, que estava atuando como um ponta direita, não conseguia dar seguimento as jogadas, já que estava muito bem marcado por Charles e Sander. Já o Sport seguia confortável na partida e trocava passes com facilidade no setor de ataque. Aos 28 minutos, mais uma vez Sammir deu um caprichado lançamento, desta vez por cima, na cabeça de Hernane. Mas o centroavante não testou a bola em cheio e João Carlos defendeu com segurança.

CONFUSÃO ENTRE TORCIDAS DO SPORT E DO CSA 

Porém, após a parada técnica para hidratação, o CSA voltou melhor para a partida e adotou uma nova postura ofensiva. Saindo para mais para o jogo. A mudança fez bem para a equipe alagoana, que conseguiu encontrar o gol de empate. Aos 32, o atacante Robinho saiu costurando a zaga do Leão pela esquerda e soltou uma bomba de fora da área. A bola ainda abateu na trave esquerda de Maílson e entrou: 1x1.

Na segunda etapa, o técnico Guto Ferreira promoveu dez mudanças no time, só mantendo o goleiro Maílson. O Sport não sentiu as trocas efetuadas e mantinha um modelo de jogo agressivo. Tanto que, logo aos cinco minutos, Elton faz o pivô, rola pra Juninho driblar o goleiro João Carlos e chutar para o gol, mas o zagueiro Luciano Castán tirou em cima da linha.

A persistência leonina logo seria recompensada. Aos dez, Leandrinho colocou o novato Yan para correr em disparada, ele entrou na área, driblou João Carlos e tocou para o fundo da rede para desempatar a partida: 2x1.

Os jogadores reservas estavam dispostos a mostrar serviço ao técnico Guto Ferreira. Com isso, aumentaram ainda mais o ímpeto ofensivo e a dar mais trabalho ao goleiro João Carlos. Aos 26, falta lateral cobrada por Raul Prata, Elton escora na segunda trave e Cleberson livre de marcação testa para a meta alagoana: 3x1.

O Sport seguiu nessa batida até o final e criou mais duas boas chances de gol com o atacante Juninho, que acabou desperdiçando as jogadas. Mas a vitória leonina foi mantida até o apito final.

SPORT

Mailson; Norberto (Raul Prata), Rafael Thyere (Cleberson), Adryelson (Éder Ferreira) e Sander (Guilherme Lazaroni); João Igor (Ronaldo), Charles (Alisson) e Sammir (Leandrinho); Guilherme (Juninho), Ezequiel (Yan) e Hernane Brocador (Elton). Técnico: Guto Ferreira.

CSA

João Carlos; Celsinho (Joelson), Leandro Souza (Gerson), Luciano Castán (Ronaldo Alves) e Carlinhos (Rafinha); Jonatan Goméz (Dirira), Naldo (Dawhan), Benítez (Madson) e Apodi (Victor Paraíba); Robinho (Gamarra) e Ricardo Bueno (Cassiano). Técnico: Marcelo Cabo.

Local: estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).
Árbitro: Rodrigo Pereira (PE).
Assistentes: Dhiego Cavalcanti e Ricardo Nunes (ambos de PE).
Gols: Ezequiel, aos três minutos, e Robinho, aos 32, do 1º tempo. Yan, aos 10, e Cleberson, aos 26, do 2º tempo.
Cartões amarelos: Alisson (A) e Apodi e Rafinha (CSA).
Público: 4.911.
Renda: R$ 31.890.

Últimas notícias