Sport

Confira tudo que você precisa saber de Petrolina x Sport pelo Campeonato Pernambucano

Sport busca sequência de vitórias para afastar momento ruim

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 03/03/2020 às 18:52
Notícia
Foto: Bobby FabisakJC Imagem
Rubro-negros voltaram a comemorar uma vitória depois de um mês. - FOTO: Foto: Bobby FabisakJC Imagem
Leitura:

Após golear o Afogados por 4x0 e minimizar o caos causado pelo péssimo início de temporada, o Sport concentra forças para tentar seguir no caminho das vitórias. Nesta quarta-feira (4), o Leão visita o Petrolina, às 20h, em mais um duelo pelo Campeonato Pernambucano. Com dez pontos e ocupando a quinta posição no momento, a equipe rubro-negra pode pular até para a segunda posição no fim da rodada, mas para isso precisa contar com a ajuda de alguns resultados. Pelo lado da equipe do Sertão, o time tem seis pontos e é o oitavo na tabela.

Para o jogo desta quarta, o técnico Daniel Paulista não conta com o zagueiro Rafael Thyere, o lateral-esquerdo Sander, o volante Marcão e o atacante uruguaio. Desses quatro lesionados, com exceção de Marcão, todos são titulares. Na zaga, Cleberson assume o lugar de Thyere; na lateral-esquerda, o prata da casa Luciano Juba substitui o capitão Sander; e no ataque, Yan, que fez gol no último sábado, começa no lugar de Barcia.

Sendo assim, o Sport deve entrar em campo sem surpresas: Luan Polli; Raul Prata, Rafael Thyere, Adryelson e Luciano Juba; William Farias, Rithely e Lucas Mugni; Yan, Marquinhos e Hernane Brocador.

LEIA MAIS

Sport perde mais um jogador para partida contra o Petrolina

Marquinhos diz que chegou a chorar após goleada do Sport em cima do Afogados

Jogador do Sport leva 'babau' antes do treino por aniversário

E o atacante Yan, que substitui um dos principais jogadores do Sport, o uruguaio Leandro Barcia, inicia um duelo pela primeira vez sob o comando do técnico Daniel Paulista. E no último treino no Recife antes do duelo, o treinador conversou bastante com o camisa 20. "O Daniel conversou muito comigo porque é a primeira vez que começo um jogo com ele. Então ele me passou muito das movimentações táticas que ele gosta, me passou liberdade dentro de campo para eu me sentir confortável e fazer uma boa partida. Todo atacante se cobra para fazer gol. Mas eu me cobro mais pela vitória, gosto de ganhar. Então independente de fazer gol ou não, a equipe ganhando eu fico feliz", pontuou o atacante.

Antes do jogo contra o Afogados no último sábado, o Sport estava fora até mesmo da zona de classificação para o mata-mata do Campeonato Pernambucano. Pior: o Leão ocupava a sétima posição, o que significa que jogaria o quadrangular do rebaixamento no Estadual, que seria um dos maiores vexames da história do clube. No entanto, após a vitória, a equipe rubro-negra voltou a respirar e a matemática permite que o sonho de uma classificação direta para a semifinal seja possível - apesar de ser bem difícil.

"A gente sabe que o futebol é dinâmico. Em uma semana a gente pode mudar tudo. Pode terminar a primeira fase do Campeonato Pernambucano em segundo. E a gente sabe que isso é importante. A gente tem trabalhado bastante. O Daniel chegou aí e vem dando confiança para a gente porque a fase tava complicada. Então a gente espera virar essa chave. Fazer bons jogos e ganhar os jogos que é o mais importante para cada vez mais ter confiança, desempenhar um papel normalmente e ter sequência no campeonato", comentou o atacante Yan.

PETROLINA

Com seis pontos e ocupando a oitava posição, o Petrolina vem de dois empates: 1x1 diante do Vitória e Central. Com apenas uma vitória até aqui no Estadual, a Fera Sertaneja precisa reagir o mais rápido possível se quiser escapar do quadrangular do rebaixamento. No ano passado, o Petrolina conseguiu classificação direta para o mata-mata e foi eliminado pelo próprio Sport nas quartas de final.

FICHA DO JOGO

SPORT: Luan Polli; Raul Prata, Rafael Thyere, Adryelson e Luciano Juba; William Farias, Rithely e Lucas Mugni; Yan, Marquinhos e Hernane Brocador. Técnico: Daniel Paulista

PETROLINA: Tigre; Jô, Nildo, Marcos Arthur e Wallace; Romário, Cícero Matheus e Bruninho; Dênis, João Douglas e Hudson. Técnico: Higor Cesar.

LOCAL: Estádio Paulo Coelho. HORÁRIO: 20h. ÁRBITRO: Rodrigo Pereira. ASSISTENTES: Bruno Vieira e Humberto Martin

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias