folia

Bloco da Escola Pernambucana de Circo ganha as ruas da Macaxeira

Em sua 12ª edição, o desfile da agremiação EPC em Folia arrastou dezenas de pessoas pelas ruas do bairro, misturando as artes circenses e o frevo

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 12/02/2015 às 15:42
Foto: Guga Matos/JC imagem
Em sua 12ª edição, o desfile da agremiação EPC em Folia arrastou dezenas de pessoas pelas ruas do bairro, misturando as artes circenses e o frevo - FOTO: Foto: Guga Matos/JC imagem
Leitura:

O bloco da Escola Pernambucana de Circo fez a festa, na manhã desta quinta-feira (12), no bairro da Macaxeira, na Zona Norte do Recife. Em sua 12ª edição, o desfile da agremiação EPC em Folia arrastou dezenas de pessoas pelas ruas do bairro, misturando as artes circenses e o frevo. Este ano, o bloco homenageou os tradidionais folguedos carnavalescos de Pernambuco, como a La ursa, bumba meu boi, e os papangus.

O desfile contou com a apresentação da equipe circense da instituição, a trupe Circus, que encantou o público unindo frevo com acrobacias de solo e pirâmides humanas. Já o grupo de percussão animou os foliões com maracatu e músicas afro. Personagens circenses, como malabaristas, palhaços e pernas de pau também marcaram presença na festa.

Crianças e adolescentes se vestiram com fantasias em alusão às manifestações culturais do Carnaval pernambucano. Caiporas, bumba meu boi, os caretas de Triunfo, a La ursa e os papangus foram representados com animação pelos pequenos foliões. Todos os adereços e fantasias utilizados foram produzidos pelos próprios alunos. “Fizemos pesquisas sobre os folguedos para poder produzir as fantasias e aprendemos muita coisa sobre a cultura pernambucana”, explica Thayná Santana, 12 anos.

Uma orquestra de frevo embalou os foliões pelas ruas da Macaxeira. Além dos alunos da EPC, também se juntaram à festa estudantes de escolas públicas da região. “O desfile já é uma tradição da EPC. É uma forma de mostrar para a comunidade o nosso trabalho e difundir a cultura pernambucana”, afirma a coordenadora da instituição, Fátima Pontes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias