COBERTURA

Tagore lança Movido a vapor no Recife

O álbum, lançado no último ano, foi apresentado na segunda noite do Rec-Beat

Alef Pontes
Alef Pontes
Publicado em 15/02/2015 às 23:28
Ariel Martini/Divulgação
O álbum, lançado no último ano, foi apresentado na segunda noite do Rec-Beat - FOTO: Ariel Martini/Divulgação
Leitura:

Após o punk rock da Matalanamão, foi a vez do baião psicodélico da também pernambucana Tagore subir ao palco do Rec-Beat, neste domingo (15). A banda, que leva o título do vocalista, apresentou pela primeira vez ao público recifense o som do seu primeiro álbum: Movido a vapor.

Recheado de influências de grupos do udigrudi setentista, como o Ave Sangria, e do tropicalismo de Tom Zé, o pernambucano fez um show calcado no álbum, lançado em 2014, que, após uma longa turnê no sul e sudeste, só agora chegou à capital pernambucana. Canções como Ilhas Cayman, a faixa título do trabalho e Poliglota (também presente no EP Aldeia) fizeram sucesso para um público que já ansiava pela apresentação, levando que em consideração que boa parte dos presentes acompanhavam as letras em coro.

E como não poderia faltar, Tagore ainda homenageou suas maiores influências declaradas: Ave Sangria, com a faixa Dois navegantes, e Tom Zé, com Todos os olhos. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias