Folia

Escolas de Samba disputam título de campeã do Carnaval no Recife

Quatro agremiações desfilam na Avenida Dantas Barreto, a partir das 21h30 desta segunda-feira (16)

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 16/02/2015 às 21:05
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Quatro agremiações desfilam na Avenida Dantas Barreto, a partir das 21h30 desta segunda-feira (16) - FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Leitura:

Está chegando a hora do desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial do Recife. Quatro agremiações disputam o troféu de campeã do Carnaval 2015: Estudantes de São José, Galeria do Ritmo, Unidos de São Carlos e Gigante do Samba. As apresentações começam às 21h30 desta segunda-feira (16), na Avenida Dantas Barreto, Centro da cidade.

Campeã nos últimos sete anos, Gigante do Samba levará dois mil passistas para a avenida, com disposição para conquistar mais um título. O tema criado pelo carnavalesco Hilário Silva é Bumbás, festa da raça: salve Amazonas, inspirado nas festas do bumba meu boi do Maranhão e da Amazônia.

A escola verde e branca do bairro de Água Fria, Zona Norte da capital pernambucana, desfila com cinco carros alegóricos, a partir da 0h30. Fundada em 1942, Gigante é a última a se apresentar.

Vestida de azul e branco, a Galeria do Ritmo desce o Morro da Conceição, também na Zona Norte, com 800 passistas, para exaltar a diversidade cultural do País, e entra na Dantas Barreto às 22h30, tendo como tema Um pedacinho do Brasil. Alegorias, fantasias e adereços foram criados com material reciclável (garrafa PET e papelão), pelo carnavalesco Dando.

Campeã de 2000 a 2006, Galeria do Ritmo não ganha o campeonato desde então. Em 2015, a escola vai em busca do título exibindo aos foliões a riqueza cultural dos Estados de Pernambuco (maracatu rural), Rio de Janeiro (samba), Bahia (festa do Senhor do Bonfim), São Paulo (engenhos de café) e Amazônia (fauna e flora). Fundado em 1962, no Alto José do Pinho, o grêmio recreativo mudou-se, depois, para o Morro.

Estudantes de São José, escola de samba criada em novembro de 1949, no velho bairro do Centro do Recife, defende as cores vermelha e branca, abrindo o desfile na Dantas Barreto. A Escola Unidos de São Carlos é a terceira a se apresentar, às 23h30. Representa o bairro de Afogados, Zona Oeste da cidade, com as cores azul, vermelha e branca. Fundada há 37 anos, tem uma arara como símbolo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias