São João

Nordeste inteiro cai no arrasta-pé

Arraiais se espalham da Bahia ao Piauí rendendo homenagens a Luiz Gonzaga. Campina Grande festeja em Parque do Povo renovado

Daniela Freire
Daniela Freire
Publicado em 14/06/2012 às 11:00
Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Arraiais se espalham da Bahia ao Piauí rendendo homenagens a Luiz Gonzaga. Campina Grande festeja em Parque do Povo renovado - FOTO: Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Leitura:

São João no Nordeste é festa com mania de grandeza. Todo destino que se enfeita e providencia um animado arraial para chamar de seu faz logo questão de contar vantagem. Em Campina Grande, na Paraíba, faz tempo que o caprichado festejo junino local ganhou o rótulo de maior do mundo. Pudera. Até 1º de julho, serão 31 dias de festa e mais de mil horas de forró para ninguém botar defeito.

Este ano, novidade é o que não falta. A principal delas é o Parque do Povo, que está de cara nova. Seus 42,5 mil metros quadrados de área foram revitalizados e o famoso QG do Forró ganhou piso industrial, serviço de drenagem e esgotamento sanitário. Em tributo a Gonzagão, padroeiro deste São João nordestino, o parque conta ainda com uma réplica da casa onde ele morou, em Exu.

Para o público castigar o piso novo, o forró vai correr solto no palco principal e em mais três ilhas: a Seu Vavá, a Zé Bezerra e a Zé Lagoa. Sem falar na Pirâmide Jackson do Pandeiro. Entre as atrações estão Dominguinhos, Elba Ramalho, Amazan, Santanna e Zé Ramalho. Tem ainda quadrilhas, repentistas, casamento coletivo e o Círio de São João.

Outra festa junina que se destaca no interior da Paraíba é a de Santa Luzia. Com 70 anos de tradição, o forrobodó começa no dia 20 e segue até o dia 25. Nesse meio tempo, irão se apresentar mais de 30 atrações em três palcos: Parque do Forró, Palhoção do Povo e São João da Rua de Baixo.

Mas não é só no interior que as fogueiras vão queimar e as coxas vão roçar. Na programação anunciada ontem pela Prefeitura de João Pessoa, mais de 50 atrações estão confirmadas para animar o arraial montado no Ponto de Cem Réis, no Centro da cidade, de 22 a 29 de junho. Quem abre o festejo, que também vai homenagear Gonzagão e ainda a cantora Marinês, é a recifense Orquestra da Bomba do Hemetério. Passarão ainda pelo palco Renata Arruda, Genival Lacerda, Alceu Valença, Nando Cordel, Santanna e Flávio José.

BAHIA - Mais para baixo no mapa do forrobodó, o Terreiro de Jesus é o palco do forró em Salvador, de 21 a 24 de junho. A abertura oficial contará com shows de Eugênio Cerqueira, Cicinho de Assis, Banda Estakazero e Zelito Miranda. Até o fim da farra, no dia 24, sobem ao palco ainda Gereba, Carlos Pitta, Cangaia de Jegue e Targino Gondim, Jó Miranda, Jotta e Cia e Sarajane, com a Banda Flor de Canela, além de Bruninho Subvai, Del Feliz, Adelmário Coelho e Val Macambira.

E não é só em Salvador que tem arrasta-pé. A cidade de Senhor do Bonfim, a 380 quilômetros de Salvador, tem uma das festas mais disputadas da Bahia. Todos os anos, milhares de pessoas lotam a praça do Campo do Gado, onde é realizado o Arraiá da Tapera. Este ano, a festa homenageia o Rei do Baião e durará três dias. Na programação, artistas como Alcymar Monteiro, Zelito Miranda, Cicinho de Assis e Trio Nordestino.

Já em Amargosa, distante 235 quilômetros da capital, o arrasta-pé reúne a turma jovem. O ponto alto é o autêntico forró pé de serra e a música sertaneja. Já estão confirmados shows de Flávio José, Luan Santana, Cavaleiros do Forró e Geraldo Azevedo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias