susto

Em SP, garoto é encontrado após ficar perdido em mata

Quando chegou à casa dos pais, os bombeiros e policiais militares ainda vasculhavam a área da Cachoeira da Fumaça, uma reserva de Mata Atlântica no município de Ibiúna, onde ele desaparecera

Fábio Jardelino
Fábio Jardelino
Publicado em 01/11/2011 às 17:46
Leitura:

Depois de passar dois dias perdido na mata e caminhar mais de 50 quilômetros, o adolescente Felipe Magalhães Couto, de 14 anos, foi levado para casa nesta terça (1°) por moradores da zona rural de Piedade (SP). Ele estava desaparecido desde a tarde de domingo, 29, quando saiu para uma pescaria com outras sete pessoas, entre familiares e amigos, e se perdeu na mata. Nesta terça (1°), com o corpo coberto por picadas de insetos e os pés inchados da caminhada, o menino pediu ajuda a uma família da Vila Élvio, na zona rural do município.

Quando chegou à casa dos pais, os bombeiros e policiais militares ainda vasculhavam a área da Cachoeira da Fumaça, uma reserva de Mata Atlântica no município de Ibiúna, onde ele desaparecera. Foram usados cães farejadores, sem sucesso. Um helicóptero da Polícia Militar (PM) estava sendo preparado para entrar nas buscas. Felipe foi recebido com festa pelos familiares e amigos que, desde o desaparecimento, estavam empenhados na busca. "Nem eu, nem a mãe dele conseguimos dormir desde domingo", dizia o padrasto, Antonio Joventino da Silva.

Silva pescava com o grupo de amigos no Rio Verde, no entorno do Parque Estadual do Jurupará, quando Felipe se levantou e disse que ia comer alguma coisa. "Ele pegou um caldeirão para levar ao fogo e foi para cima da ribanceira. Quando dei conta e perguntei ele já não estava mais ali". O grupo passou a noite na mata sem conseguir pistas do rapaz. Segunda (31) pela manhã, o padrasto pediu ajuda para a PM. O desaparecimento foi registrado em boletim de ocorrência e as buscas, iniciadas à tarde, foram suspensas à noite, mas retomadas na manhã desta terça (1°).

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias