SEGURANÇA

Freixo vai se encontrar com parlamentares europeus

"A situação destes grupos paramilitares é preocupante, pois eles atuam com aval ou com a negligência das autoridades", afirmou Tim Cahill, pesquisador sobre o Brasil da Anistia Internacional

Fábio Jardelino
Fábio Jardelino
Publicado em 01/11/2011 às 13:24
Leitura:

A Anistia Internacional confirmou o convite ao deputado estadual Marcelo Freixo para uma série de encontro com parlamentares europeus e ativistas em defesa dos direitos humanos este mês. A entidade reconheceu os esforços do governo do Rio de Janeiro para oferecer proteção ao parlamentar ameaçado de morte e prender milicianos, mas cobrou a implementação das medidas recomendadas no Relatório Final da CPI das Milícias e a tipificação do crime de milícias pelo Congresso.

Em nota, a Anistia Internacional lembrou a execução da juíza Patricia Acioli, assassinada com 21 tiros na porta de casa em agosto, e afirmou que as sete ameaças de morte recentes contra Freixo "causaram um enorme stress em Freixo e sua família". "A situação destes grupos paramilitares é preocupante, pois eles atuam com aval ou com a negligência das autoridades. Há um certo apoio direto ou indireto dentro das estruturas estaduais", afirmou Tim Cahill, pesquisador sobre o Brasil da Anistia Internacional.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias