etanol

Consumo de combustíveis vai crescer mais que o PIB

No ano passado, a alta foi aproximadamente 10%, ante crescimento de 7,5% da economia brasileira, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Millena Gomes
Millena Gomes
Publicado em 13/12/2011 às 15:30
Leitura:

RIO DE JANEIRO - O consumo de combustíveis no país deve crescer 5% este ano em relação a 2010, mais que a variação do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, estimado em 3,5%. De acordo com o presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, um desempenho que vem se registrando nos últimos anos. No ano passado, por exemplo, a alta foi aproximadamente 10%, ante crescimento de 7,5% da economia brasileira, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Este ano, porém, além do crescimento menor do PIB, também influenciou no resultado o menor volume de combustíveis oferecido nas bombas, por causa da queda da safra da cana-de-açúcar e, consequentemente, da oferta de etanol. Com isso, caiu a oferta de álcool hidratado, que sai da bomba para o tanque do carro, enquanto a produção do etanol anidro, usado na mistura com a gasolina, aumentou.

"Há uma redução do volume [consumido] por dois motivos. O primeiro é o PIB, que está menor. O segundo é porque ocorreu um deslocamento do consumo de álcool para gasolina. Em termos de volume, é um pouco menor, mas, em termos de energia, é a mesma coisa". Isso porque, segundo Lima, a distância que um carro percorre com um litro de etanol é a mesma que com 700 mililitros de gasolina.

Na próxima segunda-feira (19), o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom) deve divulgar quanto o brasileiro queimou, em volume, de álcool e gasolina este ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias