seca

Região Sul tem mais de 400 municípios em situação de emergência por causa da estiagem

No estado de Santa Catarina, até agora, 83 municípios estão em situação de emergência e mais de 490 mil pessoas enfrentam problemas por causa da seca

Davi Barboza
Davi Barboza
Publicado em 19/01/2012 às 15:50
Leitura:

BRASÍLIA – A estiagem persiste no Sul. No Rio Grande do Sul, 311 municípios declaram situação de emergência. No Paraná 137 municípios também sofrem com a escassez de chuva. No estado de Santa Catarina, até agora, 83 municípios estão em situação de emergência e mais de 490 mil pessoas enfrentam problemas por causa da seca.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou que pelo menos 1.827.416 foram afetadas até o momento. A Secretaria de Agricultura do estado estima que as perdas na agricultura superem os R$ 497 milhões. De acordo com a Defesa Civil catarinense, podem ocorrer chuvas isoladas, a partir da região meio-oeste, a partir desta quinta (19).

O governador do Paraná, Beto Richa, decretou situação de emergência nas 137 cidades do estado. O decreto coletivo assinado por Richa no domingo (16), servirá para agilizar o processo de atendimento nas regiões atingidas pela estiagem. A Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento informou que mais de 11% de toda a safra do período - de novembro a janeiro - foi perdida. O número de pessoas atingidas no estado é de 1.346.296. O número é o somatório do período de seca.

O governo federal já disponibilizou R$ 28 milhões para Santa Catarina. O governador catarinense, Raimundo Colombo, e os ministros da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, e do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, anunciaram a construção de 333 poços artesianos e a liberação de recursos do seguro para agricultores por meio da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), que vai avaliar a situação de cada localidade.

O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram) informou que poderá chover nos próximos dias em Santa Catarina em decorrência de chuvas de verão. Segundo o órgão, há risco de temporais isolados com chuva forte, granizo e ventania entre 60 e 90km/h. de acordo ainda com o Ciram, não choverá em todos os municípios do estado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias