Julgamento

Lindemberg pede perdão para a mãe de Eloá

?Estou aqui para falar a verdade?, disse o rapaz

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 15/02/2012 às 15:16
Leitura:

O depoimento de Lindemberg Alves, de 25 anos, começou por volta das 14h30 de hoje no Fórum de Santo André. Ele é acusado de assassinar a ex-namorada, Eloá Pimentel, após manter ela e a amiga, Nayara Rodrigues, em cárcere por 100 horas. “Estou aqui para falar a verdade”, disse.

De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, ele queria conversar sozinho com Eloá. “Mandei os três (Victor Lopes, Iago Vilela de Oliveira e Nayara) saírem do apartamento, mas eles se recusaram”, afirmou ele. “Fiquei surpreso com a presença (deles) e a Eloá ficou assustada ao me ver”.

Lindemberg pediu perdão à mãe de Eloá, Ana Cristina Pimentel. “Quero pedir perdão para a mãe dela em público, pois eu entendo a sua dor. Era muito amigo da família”, falou o réu. “Infelizmente foi uma vida que se foi, mas em alguns momentos levamos aquela situação como se fosse uma brincadeira”, disse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias