Greve

Cresce número de postos sem combustível no interior de São Paulo

Três caminhões-tanque que deveriam ter chegado segunda-feira (5) à noite continuavam retidos em Barueri. "A greve acabou só na TV porque na prática o boicote continua", disse empresário

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 07/03/2012 às 16:31
Leitura:

Apesar da determinação da Justiça para a suspensão do bloqueio no fornecimento de combustível, os postos da região de Sorocaba (SP) continuavam sem receber álcool e gasolina no início da tarde de hoje. Em Vargem Grande Paulista, o empresário Miguel Pedroso estava com dois de seus três postos parados. Três caminhões-tanque que deveriam ter chegado segunda-feira (5) à noite continuavam retidos em Barueri. "A greve acabou só na TV porque na prática o boicote continua", disse. "Falei com a transportadora e disseram que os motoristas não conseguem sair com a carga".

Em Sorocaba, a falta de combustível se agravou durante o dia e no início da tarde a maioria dos 120 postos tinha bombas paradas. A cidade é abastecida principalmente pelo entreposto de Paulínia. Mesmo assim, as encomendas dos postos não chegavam. Nos estabelecimentos que ainda tinham combustíveis havia longas filas para abastecer. Até o posto de uma rede de hipermercado suspendeu o abastecimento por falta de combustível. Em Votorantim, três dos cinco postos tinham ficado sem álcool ou gasolina hoje.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias