Aviação civil

Protesto na Argentina afeta voos da Gol para o Brasil

sindicalistas impedem o trabalho dos funcionários nos balcões de check in

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 07/03/2012 às 14:38
Leitura:

A Associação de Pessoal Aeronáutico (APA) da Argentina realiza um protesto contra a companhia aérea brasileira Gol, no aeroporto internacional de Ezeiza, por "perseguição sindical". Os sindicalistas impedem o trabalho dos funcionários nos balcões de check in.

Segundo assessor de imprensa da APA, Rodrigo Borrás, a companhia não permite que seus empregados se associem à entidade e os ameaçam de demissão. "Todo trabalhador tem direito de se filiar aos sindicatos, permitindo discutir melhoras nas condições trabalhistas", argumentou Borrás. A APA possui cerca de oito mil filiados e a Gol na Argentina tem cerca de 200 funcionários.

A companhia admitiu que, em decorrência de manifestações de sindicalistas, suas operações estão prejudicadas e está orientando passageiros com voos programados para esta quarta (7) a entrar em contato com o setor de reacomodação a fim de remarcar a viagem.

Para a APA, a Gol fere a liberdade dos trabalhadores estabelecida por lei. "Repudiamos esta política antissindical da Gol", afirmou ele.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias