SEGURANÇA

Governo federal lança programa de segurança pública em Alagoas

O programa Brasil Mais Seguro foi anunciado hoje em Maceió, capital do Estado mais violento do País

Agência Estado
Agência Estado
Publicado em 27/06/2012 às 17:10
Leitura:

MACEIÓ - O governo federal apresentou na manhã de hoje, em Maceió, o programa Brasil Mais Seguro, que tem como objetivo a prevenção e redução dos índices de homicídio no Estado, considerado o mais violento do País, segundo o Mapa da Violência elaborado pelo Ministério da Justiça com base no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Com as presenças do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Mikki - além de presidentes e diretores de instituições e órgãos da Justiça e segurança pública de Alagoas -, o plano foi apresentado com ares de espetáculo, com direito ao ator Marcos Frota - anunciado pelo cerimonial como embaixador do circo no Brasil - como mestre de cerimônia.

O programa é mais uma tentativa do governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), de estancar a onda de crimes que invadiu o Estado há alguns anos. Para isso, o Brasil Mais Seguro - que ganhou o slogan "Quem ama Alagoas constrói a paz" - estabelece uma série de ações no Estado, como realização de concurso público para preenchimento de vagas nas polícias Militar e Civil, criação de um departamento de homicídios, instalação de sistema de videomonitoramento da capital Maceió e a construção do primeiro presídio de segurança máxima de Alagoas. No total, serão investidos R$ 95 milhões em recursos - R$ 25 milhões bancados pela União, já este ano. Os outros R$ 65 milhões virão de contrapartida local.

"Até o fim do ano, o governo federal doará um helicóptero ao governo do Estado, para ser usado nas ações", informou o ministro Eduardo Cardozo. Durante a cerimônia de lançamento, realizada no centro cultural e de exposições Ruth Cardoso, no bairro histórico de Jaraguá, ele, o prefeito de Maceió, Cícero Almeida, e Teotonio Vilela assinaram alguns decretos. Um deles, assinado pelo governador, estabelece o estado de urgência nos órgãos de segurança pública de Alagoas.

Segundo Vilela, o ato tem como objetivo acelerar processos dentro do governo, em especial aos que dizem respeito a licitações para compras de bens e serviços. O decreto será publicado na edição de amanhã do Diário Oficial do Estado. "Já tivemos inúmeras oportunidades para diminuir a violência em Alagoas. E estamos recebendo mais uma. E essa não podemos descartar", ressaltou o prefeito Cícero Almeida.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias