Dificuldades

Usuário da TIM em São Paulo pode ter problema com 9º dígito

Se o usuário identificar dificuldades para efetuar chamadas ou acessar dados, a operadora orienta desligar e ligar o aparelho celular para que seja feito um novo registro na rede

AE
AE
Publicado em 27/07/2012 às 12:39
Leitura:

A inclusão do nono dígito na telefonia celular de São Paulo e região Metropolitana, na área do DDD 11, poderá causar "instabilidade" nos serviços da TIM ao longo do próximo domingo (29), quando começa a valer a nova regra da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para ampliar as combinações de linhas móveis. Em mensagem de texto a clientes, a TIM informou que "poderá ocorrer instabilidade no atendimento, serviços e sistemas".

Por meio da assessoria de imprensa, a TIM afirma que está trabalhando para que a mudança ocorra sem impacto para os clientes. No entanto, ressalta que, "em razão dos sistemas envolvidos", poderá ocorrer "instabilidade de alguns serviços" ao longo do domingo (29). "Durante este período, se o usuário identificar dificuldades para efetuar chamadas ou acessar dados, a operadora orienta desligar e ligar o aparelho celular para que seja feito, automaticamente, um novo registro na rede", afirmou a empresa na nota.

O comunicado da TIM acrescentou que a empresa está "preparada" para o cumprimento da resolução da Anatel de inclusão do nono dígito. "O trabalho compreende adequações de infraestruturas de rede e Tecnologia da Informação com ambientes de telecomunicações totalmente integrados", completou a TIM na nota.

A Claro informou que nota que "está trabalhando para que esta mudança tenha o menor impacto possível" para os clientes. Afirmou que já comunicou seus clientes, via SMS e também na conta, sobre a mudança. Além disso, destacou que investiu nas áreas de engenharia, TI e comunicação. "No call center, mais de 14 mil atendentes já foram treinados", afirmou.

A Oi destacou em comunicado que mobilizou suas equipes para garantir "o bom funcionamento dos serviços e o menor incômodo possível" a seus usuários. A empresa informou que os clientes de varejo, empresarial e corporativo do DDD 11 estão sendo informados sobre as mudanças desde o mês de abril desse ano e que reforçou o treinamento em suas centrais de atendimento ao cliente para esclarecimento de dúvidas.

A Vivo afirmou, em nota, que vem adotando as providências técnicas para que a operação ocorra sem qualquer problema e dentro do prazo estipulado pela Anatel. A operadora afirmou que há mais de um ano já comunica seus clientes sobre esta alteração por meio do envio de mensagens de texto (SMS) e nas contas telefônicas.

O acréscimo do dígito "9" à esquerda (9xxxx-xxxx) do número de celular discado elevará para aproximadamente 90 milhões o total de combinações na região do DDD 11, mais do que dobrando a atual capacidade, de 44 milhões.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias